Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

terça-feira, 10 de julho de 2018

Eucalipto avança na Serra da Estrela

The Green Man, escultura arbórea no Montreal Botanical Garden, Quebec, Canada.
Foto: Andre Vandal on Flickr
  • Os Guardiões da Serra da Estrela denunciaram uma plantação de eucalipto que está a ser feita às portas do Parque Natural da Serra da Estrela e que se está a proceder ao abate de árvores na Mata Nacional da Covilhã. «São duas situações distintas, mas ambas absolutamente incompreensíveis e que demonstram que as estratégias e políticas regionais continuam a não ter em consideração os princípios de recuperação e conservação de ecossistemas autóctones. Este é o principal problema, porque mudaram-se os hábitos, mas não se mudaram as estratégias e os princípios e, portanto, as asneiras continuam a ser feitas» afirmou o porta-voz deste grupo de defesa Serra da Estrela, Manuel Franco. Sábado.
  • Uma coligação de sete partidos políticos holandeses vai avançar com uma proposta de política climática que, se for aprovada, codificará as metas mais rigorosas para a reduções de gases de efeito estufa a nível mundial: 49% de redução dos gases de efeito de estufa, relativos aos níveis de 1990, até 2030, redução de 95% até 2050 e descarbonização total até 2050. Vox.
  • A maioria dos incêndios nos EUA é causada pela atividade humana. Entre 2001 e 2014, 85% dos incêndios florestais em média nacional foram induzidos pelo homem, refere um relatório da WWF a pp43.
  • O ministro do Ambiente dos EUA, Scott Pruitt, demitiu-se após muita pressão, devido a uma série de asneiras e patetices prodigalizadas pelo seu caráter arrogante. A sua política foi desreguladora e desastrosa, de favorecimento das indústrias poluidoras e predadoras do na Natureza e do Ambiente. Os impactos dessa política far-se-ão sentir durante anos. Pruit deixa um ministério desmoralizado e desacreditado. Será preciso muito esforço para ressuscitar o que ainda resta do lado bom das políticas ambientais norte-americanas. Confrontar com Oliver Milman, no The Guardian, e com Lydia O’Connor, no Huffington Post.
  • A Nissan admitiu ter falsificado os controlos de emissões de gases dos automóveis fabricados no Japão. El País.
  • A Sinopec suspendeu a perfuração de quatro poços de gás perto de Yulin, Shaanxi, após ter sido detetada a contaminação da água em Zhanggaotu, perto de Yulin, com valores de ferro e manganésio superiores aos legalmente permitidos. Reuters.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue