Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Fundão: escombreia sustenta barragem de lamas de resíduos tóxicos

  • A escombreira do Cabeço do Pião, no Fundão, sustenta uma barragem de lamas cheias de zinco, chumbo, cobre, volfrâmio e arsénio, resultado de 80 anos de extração de volfrâmio das minas da Panasqueira pela Beralt Tin  Wolfram. A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto detetou valores anormais de arsénio, 150 Kg em vez de 60 gramas por tonelada -, substância cancerígena por inalação, ingestão e contacto dérmico. António Correa de Sá, da Beralt Tin  Wolfram, diz que a escombreira é monitorizada duas vezes por mês e que a estabilidade está garantida. Há uns anos houve atividades de aventura nas encostas da escombreira, logo alvo de alertas para a alteração da estabilidade. O grande problema é que diariamente há escorrências ácidas que deslizam da escombreira para o rio e António Correa de Sá admite risco de contaminação do rio em períodos de baixo caudal. Em caso de derrocada, seria possível estancar as águas na barragem do Cabril e na da Bouçã antes de chegar à de Castelo do Bode, que abastecem Lisboa. O risco é do conhecimento do Ministério do Ambiente, da Direção Geral de Energia e Geologia e da autarquia. A Câmara Municipal do Fundão, que herdou as tonelada ricas em metais pesados, diz que não tem verbas para evitar uma eventual derrocada e contaminação das águas do Zêzere. Quem é o poluidor: «Não sei. Não sei», diz, hesitante, António Correa de Sá (14:15). «A responsável pela barragem de lamas é a Câmara do Fundão». O ministério do Ambiente também diz que a CM do Fundão é responsável por concluir a obra de reforço da escombreira. SIC.
  • A ETAR da Cofaco em Rabo de Peixe foi inspecionada pela Inspeção Regional do Ambiente a 18 janeiro de 2019. «A IRA constatou que a ETAR estava em fase de limpeza, encontrando-se os tanques já vazios e que a descarga efetuada ocorreu sem autorização ou conhecimento prévio, quer da autoridade ambiental, quer da IRA. O funcionamento da ETAR continua a apresentar constrangimentos operacionais, mantendo-se as irregularidades detetadas na inspeção realizada a 23 de agosto de 2018». AO.
  • Na Bélgica, milhares adolescentes fizeram greve às aulas pela quarta semana consecutiva na quinta-feira, e manifestaram-se nas ruas para pressionar os poderes instituídos a tomar medidas para combater as alterações climáticas. O mesmo aconteceu em Liège e Leuven. AP.
  • Autoridades e operadoras pediram às pessoas para limitarem o aquecimento de suas casas a 65º F (18,3ºC) para evitar sobrecarga nas redes de gás passíveis de provocar avarias graves. Vox.
  • New York City e 6 estados do nordeste do EUA (New York, Connecticut, Delaware, New Jersey, Maryland e Massachusetts) processaram a administração Trump por recusar em ser mais rigorosa nas restrições à poluição produzida. O processo é o último de vários apresentados por estados liderados pelos Democratas que desafiam as políticas ambientais de Trump, muitas das quais visam afrouxar a carga regulatória sobre as empresas. Reuters.
  • A poluição do ar de Bangkok é tal que há gente a sangrar pelo nariz e a tossir sangue. OS estoques de máscaras estão a esgotar-se. The Sun.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue