Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

O rio Tejo corre o risco de secar

Imagem: The Guardian.
  • Através do diário La Voz de Galicia, a The Navigator Company, ex Portucel Soporcel, ameaça transferir as suas operações para Espanha caso avancem as medidas de contenção ao caos instalado no território português. A ACRÉSCIMO repudia estas ameaças. Como já não se satisfaz com o aumento da produção de pasta celulósica através do aumento da produtividade unitária nas plantações de eucalipto, a indústria papeleira exige ainda mais expansão da área de eucaliptal em Portugal. A estratégia é óbvia, quanto mais extensa for a oferta, mesmo que de má qualidade como é, maior a garantia que os preços a que compra a rolaria de eucalipto aos proprietários privados tenderão a permanecer baixos. Mais ainda, quando os governos, na ausência de intervenção regulatória, permitem que uma procura fortemente concentrada (duopólio) imponha os preços de venda a uma oferta extremamente pulverizada. As consequências sobram, sobretudo, para terceiros. «Está à vista de todos que o rendimento condiciona a gestão das plantações de eucalipto em Portugal. A má gestão ocorre em cerca de 80% do eucaliptal existente no país. Como temos visto, as suas consequências fazem-se sentir sobre toda a População (mesmo nos grandes centros urbanos ou nas regiões menos afetadas pelos incêndios que ocorrem em floresta. As celuloses têm usado o seu peso nas exportações para chantagear as governações, tendo até aqui usufruído de generosas vantagens legislativas (DL n.º 96/2013, 19 de julho), financeiras (agora via PDR2020) e fiscais (em cerca de 100 milhões de euros, só a Portucel Soporcel, entre 2010 e 2014). A ameaça de deslocalização para Espanha segue o mesmo propósito.» 
  • O rio Tejo, o maior da Península Ibérica, corre o risco de secar. Barragens, desvios e alterações climáticas concorrem para tal. The Guardian. Nada que as populações portuguesas ribeirinhas já não tenham dito.
  • As autoridades do Kuwait estão a tentar conter um derrame de petróleo perto do complexo petrolífero de Ras al-Zur no sul do Kuweit e que poluiu as praias e ameaça danificar centrais elétricas e estações de água. Entretanto, ocorreu um segundo derrame  de crude, na zona de Abu Fatira. 
  • Leões, elefantes e hipopótamos desapareceram do vale de Kilombero, na Tanzânia, após o Reino Unido e os projetos financiados pelos EUA terem ajudado a transformar um habitat riquíssimo num espaço de quintas, teca e plantações de açúcar. The Guardian.
  • A represa de Weston Mill, no rio Raritan, New Jersey, vai ser eliminada. A medida está a ser recebida com agrado por permitir a livre circulação de peixes e a melhoria na segurança das práticas desportivas. NJ.
  • Cerca de 63 milhões de pessoas – cerca de um quinto da população norte-americana - foram expostas a água potencialmente insegura mais do que uma vez durante a última década, revela uma investigação da News21 com base em dados fornecidos pelo próprio ministério do Ambiente. OIA News.
  • A província paquistanesa de Khyber Pakhtunkhaw plantou 1 bilião de árvores em pouco mais de dois anos. VOA.
  • As plantas podem estar a fazer muito mais do que imaginávamos no combate às mudanças climáticas. Segundo um estudo publicado na revista científica Nature Communications, a vegetação terrestre aumentou a sua capacidade de absorção de dióxido de carbono em17%, em comparação com dados de há 30 anos. O que é ainda mais surpreendente, observa o estudo, é que essas plantas estão a usar menos água para executar essa função. MNN.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue