sábado, 29 de julho de 2017

Apanhados de Espinho

  • Para além de continuar a cheirar mal, a Ribeira de Silvalde volta a sofrer a descarga de resíduos plásticos…

  • Na rua 14, entre a 19 e a 21, o problema da escassez de espaço para estacionar automóveis parece ter sido facilitado. Vejam lá se a câmara veio colocar gravilha na caldeira, se veio aplicar cascalho com resina, se veio aplicar pedrinhas na caldeira vazia. Vejam também se a câmara veio colocar aqui um vaso com flores e se foi entregar um regadorzinho aos comerciantes da esquina para as regarem...

  • Alguém despejou resíduos de papel junto deste ecoponto, na esquina da rua 14 com a 21. Haverá negócios paralelos a motivar tamanha falta de civismo?

1 comentário:

joao falcão disse...

È a ribeira de Silvalde a cheirar mal........é o ribeiro do rio maior em Paramos a cheirar mal e a servir de descarga de esgotos do concelho da Feira que logo depois vai desaguar á Lagoa .....enfim é um fartote e não se vê a camara a tomar uma posição de firmeza para estes casos.......?pergunto o que estão a fazer os variedores do ambiente lá ? Será a papar tachos?