Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Como pode uma licença de ruído até à meia noite interromper ou encurtar um espetáculo?


  • Reserva Biológica do Corvo ganha vida.
  • Bragança necessitará da ajuda do exército e de Espanha para garantir água o abastecimento de à população se a seca se prolongar. RTP.
  • Como pode uma licença de ruído até à meia noite interromper ou encurtar um espetáculo?
  • O programa ambiental Minuto Verde, há seis anos na RTP, vai começar a ser transmitido em Cabo Verde. Green Savers.
  • O ministro do ambiente do País de Gales, John Griffiths, regressou a Cardiff após pedalar 285 milhas, numa ação para promover a utilização da bicicleta e das ciclovias do país. Via Daily PostEste não é como o ministro da solidariedade social que se cansou de um dia ter ido para o ministério de lambreta.
  • Fogo no reator nuclear de Penly, no norte de França,  considerado sem gravidade. PúblicoComo sempre, pois claro.
  • Mais uma ação de protesto contra ensaios de milho transgénico levados a cabo pelo centro de pesquisa Rothamsted, em Hertfordshire, Inglaterra, está agendada para 27 maio, domingo. Animação a propósito, no Youtube (3:56)
  • A Polónia vai proibir o cultivo de milho transgénico da Monsanto. AFP/France24.
  • O milionário Warren Buffett terá adquirido 51% das ações da Monsanto para alegadamente poder substituir diretores e doar património a agricultores biológicos. Alguém é capaz de confirmar esta dica?
  • 3 mil golfinhos foram morrer às praias da costa norte do Perú este ano. As intensas ondas de choque produzidas pela exploração petrolífera na zona poderão ter sido a causa de enormes danos internos nos golfinhos, sugere Carlos Llanos, diretor da equipa de socorromarítimo. Discovery.
  • Morreu Frank Sherwood Rowland, o cientista que descobriu que os CFCs utilizados na refrigeração e no ar condicionado contribuíam para a destruição da camada de ozono. MBS.
  • Impacte da exploração de biomassa na sustentabilidade das plantações, por Manuel Madeira.
  • Engenharia natural no espaço florestal, por Carlo Bifulco.
  • Florestação com eucalipto – visão do produtor, por Teles Branco.
Share:

2 comments:

Edward Soja disse...

Do que o senhor Teles Branco não fala é das funções ecológicas que os sobreiros desempenham (em termos de manutenção da saúde dos aquíferos) e que os eucaliptos não desempenham.

A determinadas culturas estão associadas outras. É muito mais frequente ver fungos (ou cogumelos, mesmo) a brotarem de zonas com carvalhos, por exemplo, que com eucaliptos.

Há críticas mais construtivas e ainda mais fundamentadas que esta, mas se então tudo o que organiza a nossa acção (e os quadros apresentados no pdf são exclusivamente nesse sentido) é o lucro e o rendimento, então, esquecei, que não vale a pena argumentar: falamos linguagens opostas e não podemos entender-nos.

OLima disse...

Muito bem visto, Edward. Lucro é o objetivo fundamental do produtor industrial.

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue