Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

terça-feira, 27 de agosto de 2019

França: 20 Câmaras proíbem a aplicação de glifosato em espaços públicos

  • Vagos foi o 7º município a aderir ao projeto Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses. Lançado em 2017 pela Zero e seis municípios (Almada, Bragança, Castelo Branco, Gaia, Guimarães e Lagoa), o projeto pretende motivar e alertar os cidadãos para a importância de conhecer o impacto de cada um no ambiente, bem como incentivar a reduzir a utilização de combustíveis fósseis, a poluição, o desperdício e a destruição de ecossistemas e da biodiversidade, incentivando a mudanças do estilo de vida e da relação com o ambiente. Pretende ainda obter dados concretos e cientificamente fiáveis sobre as ações que mais afetam o ambiente, permitindo que as tomadas de decisão sejam mais assertivas e atinjam os fins pretendidos. No primeiro ano do projeto foi avaliada a Pegada Ecológica de cada município, a Biocapacidade e a sua contribuição para a média nacional, isto é, se o município usa mais ou menos recursos naturais do que regenera. Os resultados desta avaliação poderão ser usados para informar políticas de planeamento local ou nacional. No segundo ano, vai ser instalada no site de cada autarquia uma calculadora online da Pegada Ecológica, de modo a que cada pessoa calcule a sua própria pegada, perceba a dimensão do impacto da sua atividade diária no território e no planeta e se consciencialize sobre os múltiplos impactos humanos no ambiente. Finalmente, no terceiro ano, o projeto vai estudar e propor uma alteração dos critérios de distribuição de fundos nacionais pelos municípios, tendo em conta os resultados da Pegada Ecológica e a contribuição de cada município para a Biocapacidade nacional. Será também possível analisar e propor políticas de coesão e equidade territorial e políticas para conservar e melhorar o capital natural do município, isto é, o seu stock de recursos naturais - geologia, solos, ar, água e todos os organismos vivos - que fornece as populações em bens e serviços.
  • Cerca de 20 presidentes de câmara franceses proibiram o glifosato nos seus municípios, contrariando o governo, que legislou no sentido de permitir a aplicação daquele herbicida ainda durante algum tempo. Reuters.
  • O rio Cam está a secar e a culpa é das companhais de água, acusam os ambientalistas do Cam Valley Forum. The Guardian.
  • Temperatura elevada da água no Alasca está a matar centenas de salmões, reporta a CNN.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue