Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Alemanha: baixo nível das águas do Reno compromete navegabilidade

  • No Dia Mundial contra a Exploração a Céu Aberto (22 de julho), plataformas e movimentos sociais em toda a Península Ibérica, inclusive os Unidos em Defensa de Covas do Barroso, participaram num encontro para reivindicar a suspensão da mineração especulativa e poluente. Alegam que a promessa de criação de emprego é falsa, uma vez que, segundo estatísticas oficiais, a média de trabalhadores é inferior a 15, como por exemplo na mina de Aguablanca, em Monesterio, onde reduziram o pessoal de 25 para 9. Ecologistas en Acción. Relacionado: Petição contra a prospeção e exploração de lítio em Covas do Barroso e arredores.
  • O governo britânico de Theresa May gastou £ 680 milhões de seu orçamento para ajuda externa em projetos de combustíveis fósseis desde 2010, revela uma análise encomendada pela agência católica de desenvolvimento Cafod, citada pelo The Guardian. O Reino Unido concedeu mais subsídios ao petróleo e ao gás nos dois anos após ter assinado o Acordo de Paris de 2015 do que nos cinco anteriores. «O Reino Unido quer ser líder em mudanças climáticas, mas é chocante que o dinheiro da ajuda do Reino Unido ainda esteja a ser gasto em combustíveis fósseis no estrangeiro», diz Sarah Wykes, coordenadora do estudo da Cafod sobre crise climática e energia.
  • Por que é que as gigantes petrolíferas patrocinam algumas das instituições culturais mais importantes do Reino Unido? Porque lhes dá a publicidade que os dólares publicitários simplesmente não conseguem comprar, diz Jess Worth, da campanha Culture Unstained. Via DesmogUK.
  • Os níveis de água no Reno, na Alemanha, baixaram na sequência de seca prolongada. Os navios de carga não podem navegar totalmente carregados em partes do rio, especialmente entre Duisburg e Colónia até Kaub, ao sul de Koblenz. Os operadores têm aplicado sobretaxas nos fretes. Reuters.
  • Greta Thunberg, a adolescente sueca que inspirou um movimento massivo de jovens para combater a crise climática, recebeu o Prémio da Liberdade da Normandia concedido pela região francesa da Normandia. Thunberg disse que doará o prémio de 25.000 euros a quatro grupos que trabalham pela justiça climática. The Hill.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue