Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Vila nova de Gaia: Óleos despejados na ribeira da Granja

Foto de Ana Maria Pintora, 5mar2017.
  • Um derrame de óleos foi registado este fim-de-semana junto na Praia da Granja, em Vila Nova de Gaia, havendo suspeita de que a origem seja de uma oficina com depósitos de óleos em Gaia. Após a denúncia, o SEPNA recolheu amostras para análise e contatou a empresa Águas de Gaia e Sapadores de Gaia com vista à identificação da origem da descarga. RR.
  • Um muro abateu na freguesia de Santa Maria Maior, na zona da Rochinha, junto aos trabalhos de desaterro para a construção de um conjunto de apartamentos. O aluimento colocou em risco a estrada sobranceira ao desaterro, onde estavam estacionados seis carros que foram retirados na iminência de abater também o asfalto por falta de sustentação. O desabamento provocou também a queda de postes de iluminação pública e deixou várias famílias sem luz. DNotícias.
  • A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) lançou um concurso público para obras costeiras numa zona da Figueira da Foz onde a jurisdição é portuária, sem conhecimento da administração do porto. As obras incidem sobre a reconstituição dunar na zona do Cabedelo, junto ao molhe sul do Mondego e a norte da praia da Leirosa, e ainda a construção de um enrocamento adjacente ao molhe sul do porto comercial, bem como de acessos à praia do Cabedelo, na zona do parque de estacionamento ali existente em terra batida, junto a um parque de campismo, escolas de surf e restaurantes. Público. Coisas que acontecem num país pequeno mas onde parece haver instituições a mais a querer mandar.
  • Com a redução do nível das águas da barragem de Oroville e a suspensão da alimentação do rio Feather, as margens dos terrenos a jusante começaram a desabar em massa, arrastando, muitas vezes, árvores, estradas rurais e, claro, imensa terra. San Francisco Chronicle.
  • Em 2013, investigadores do Centro Chinês de Controlo e Prevenção de Doenças confirmaram a relação entre a água altamente poluída e uma maior incidência de cancro na bacia hidrográfica do rio Huai, no leste da China. O Rio Huai é uma das principais bacias hidrográficas da China com uma cobertura de 274.700 km2 nas províncias de Henan, Anhui e Jiangsu, irrigando grande parte dos terrenos que produzem cereais. Durante os anos 80s, fábricas poluidoras como fábricas de processamento de alimentos, fábricas de papel e curtumes foram montadas ao longo da margem do Rio Huai e seus afluentes, causando imensa poluição nas para localidades vizinhas. Desde a década de 1990, um elevado número casos de cancro foi registado na bacia do rio Huai, nomeadamente em Huangengying, onde houve 105 mortes atribuídas ao cancro. Cegueira, surdez e cardiopatia são outras das doenças consideradas relacionadas com o consumo de água poluída nesta região.  Eco-Pollution.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue