Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Centroliva encerrada para aplicação de filtros

Lagoa nos Açores. Foto de Diogo Caetano 19fev2017.
  • A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro encerrou a empresa Centroliva, de Vila Velha de Ródão, com base no risco para o ambiente e para a saúde pública. O administrador da Centroliva, Nuno Branco, explica que a empresa não foi encerrada, mas a sua laboração suspensa e adianta que após a conclusão do investimento que está a ser feito, a situação voltará à normalidade.
  • Passadiço sobre o mar vai ligar centro de Albufeira à marina, conta o JN. Depois não se queixem, alerta o Ambiente Ondas3.
  • Um estudo do Institut National de la Recherche Agronomique confirma que  a aplicação de mais pesticidas não representa mais lucros para o agricultor, demonstrando assim que os agricultores podem reduzir o uso de pesticidas sem se preocuparem com os seus lucros. Estudos semelhantes têm mostrado que as produções orgânicas e convencionais são comparáveis, apoiando a transição da agricultura com pesticidas para alternativas mais seguras, mais saudáveis e mais lucrativas.
  • Adversários da fraturação hidráulica processam governo britânico em Lancashire, conta o  Guardian.
  • As autoridades norueguesas estão a ressionar para eliminar uma resolução da União Europeia que prevê o fim da extração de petróleo em águas do Ártico, denuncia a Greenpeace. Por exemplo, uma carta do deputado norueguês Eirik Siversten, que lidera a delegação para a cooperação parlamentar do Ártico, insta os eurodeputados a «apagar na votação em plenário» as passagens que defendem a proibição da extração de petróleo no Ártico. Para além do governo norueguês e do lóbi do petróleo, a imprensa norueguesa também rema para o mesmo lado.
  • A Califórnia é o primeiro estado norte-americano a exigir que a Monsanto rotule o seu herbicida Roundup como possível cancerígeno. Sustainable Pulse.
  • O Global Fishing Watch é um mapa interativo criado pela Oceana, pela Skytruth e pela Google. Através da tecnologia de rastreamento via satélite e terrestre o mapa dá uma visão em tempo quase real da pesca comercial em todo o mundo. A ferramenta pode mostrar várias camadas de dados, incluindo a atividade de pesca atual (manchas brancas) e os limites de áreas marinhas restritas (contornos vermelhos). Para aceder ao mapa deverá criar uma conta e registar-se.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue