Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

domingo, 6 de outubro de 2019

Espinho: Multiusos na 35

  • «Serve para depositar o lixo indiferenciado, e ainda o amarelo, o azul e o verde, tem também urinol (recatado) na sua parte posterior, exuberante no cheiro. Pombas, gaivotas, gatos, ratos e ratazanas, adoram-no, pois agrega um self-service para 4 patas (des)organizado e com permanente reposição de géneros. Consegue ainda, graças à sua excecional localização garantir que, caso seja alvo de vandalismo por fogo, o armário da EDP também arrebente e fique tudo às escuras (o que já aconteceu).» Alexandre Duarte.
  • Os autarcas dos municípios servidos pelo Tejo Internacional, - Castelo Branco, Vila Velha de Ródão e Idanha-a-Nova, bem como de Cedillo, Carbajo, Herrera de Alcántara e Alcántara, em Espanha -, estiveram reunidos em Castelo Branco para manifestar a sua apreensão e grande preocupação pela redução drástica do caudal em toda extensão do Tejo Internacional. «Os autarcas condenam a forma como foram geridos os caudais no percurso do Tejo Internacional, que originaram elevados prejuízos ambientais, turísticos e económicos. A situação é inédita e inaceitável, demonstrando profunda insensibilidade para com este território, em que os autarcas têm investido no sentido de o Tejo ser um fator de atratividade e de desenvolvimento», diz o comunicado subscrito pelos municípios. Os autarcas exigem que a situação que agora ocorreu não volte a verificar-se no futuro, apelando às entidades responsáveis de Portugal e Espanha que estabeleçam um quadro, que garanta a boa gestão dos caudais e a melhoria da qualidade da água no rio Tejo. Reconquista.
  • «A EDP voltou a ser a empresa com o benefício fiscal mais avultado em 2018. De acordo lista dos beneficiários divulgada pela Autoridade Tributária, a EDP Produção teve um benefício fiscal de 77,5 milhões de euros que resulta da isenção parcial do pagamento do imposto sobre produtos petrolíferos no carvão e cogeração usados para produzir eletricidade. No caso da elétrica é a central de Sines a grande beneficiária desta isenção.» Observador.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue