Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Reflexão – Manuais escolares complacentes em relação à crise climática


Há académicos que dizem que o diagrama clássico do ciclo da água "diminui a nossa consciência sobre a iminente crise global da água"
Livros didáticos com diagramas do ciclo da água da Terra geram uma "falsa sensação de segurança" sobre a sustentabilidade da água, alertaram os académicos.
Um grupo de especialistas internacionais diz que o diagrama clássico usado nas aulas de geografia e ciências precisa de ser atualizado para mostrar o impacto da interferência humana.
Um estudo publicado na Nature Geoscience, com um comentário adicional na Nature, mostra que numa amostra de mais de 450 diagramas do ciclo da água em livros didáticos, literatura científica e on-line, 85% não mostram interação humana com o ciclo da água.
Apenas 2% das imagens tentam relacionar o ciclo com as alterações climáticas ou a poluição da água.
Além disso, quase todos os exemplos estudados retratam paisagens verdejantes, com climas amenos e água doce abundante.
Os investigadores da Universidade de Birmingham, Reino Unido, da Brigham Young University e da Michigan State University, EUA, consideram que deixar os humanos fora do quadro «contribui para uma falta básica de consciência de como os humanos se relacionam com a água na Terra - e transmite uma falsa sensação de segurança sobre a disponibilidade futura deste recurso essencial e escasso ».
Eles elaboraram novos diagramas mostrando um quadro mais complexo, incluindo a água derretida dos glaciares, os danos causados pelas mudanças no uso da terra, a poluição e a subida do nível do mar.
O professor David Hannah, presidente da Unesco em ciências da água na Universidade de Birmingham, diz: «O diagrama do ciclo da água é um ícone central da hidrociência, mas deturpar as formas pelas quais os humanos influenciaram este ciclo diminui a nossa consciência da iminente crise global da água. Ao deixar de fora as alterações climáticas, o consumo humano e as mudanças no uso da terra, estamos, na verdade, criando grandes lacunas de compreensão e perceção entre o público e também entre alguns cientistas».
O professor Ben Abbott, da Universidade Brigham Young, diz que os diagramas da água estão «presos ao século XVII». E acrescenta: (…) «Desenhos melhores do ciclo da água não resolverão a crise global da água sozinhos, mas podem melhorar a conscientização sobre como o uso local da água e a crise climática têm consequências globais.»
TES.

Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue