Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

ONU apela à França para suspender o projeto de mineração de ouro na Guiana

  • A ONU apela à França para suspender o projeto de mineração de ouro na Guiana. As populações locais não foram consultadas e vão certamente sofrer os impactos negativos previsíveis, nomeadamente a desflorestação massiva, a contaminação dos solos durante séculos e a destruição de parte da biodiversidade local. O projeto é gerido pelo consórcio russo-canadiano, Nordgold e Coombus Gold. Terra Darwin.
  • Está por descobrir a causa da morte súbita de cerca de 20 mil mergulhões ao largo da costa holandesa. Para além do mau tempo, outra hipótese poderá ter sido a exposição aos conteúdos de 291 contentores à deriva, caídos de um cargueiro durante uma a forte tempestade de 2 de janeiro a norte de Ameland, uma ilha a norte de Amsterdão. The Guardian.
  • A central a carvão de Cottamk, em Nottinghamshire encerra no final de setembro, diz o The Guardian.
  • Apesar da forte e constante oposição à implantação de uma incineradora em Javelin Park, em Gloucestershire, o projeto avançou, primando as autoridades locais pela opacidade. Sabe-se agora, através da pressão dos ambientalistas da Community R4C, que os custos sofreram um agravamento de 30%, o equivalente a 150 milhões de libras.
  • A israelita Watergen doou ao Brasil 11 máquinas capazes de fabricar água potável a partir da humidade do ar. Curiosamente , o Brasil já tem essa tecnologia desde, pelo menos, 2010. A Wateair, instalada no interior de São Paulo, oferece equipamentos do tipo por custo similar, e nunca foi procurada pelo governo federal. UOL.
  • «Há 3 anos, barragem da Samarco, controlada em parte pela Vale, se rompeu em Mariana e matou 19, além de afetar milhares. Dos 53 mil pedidos de indenização feitos, 84% não foram pagos. O processo criminal ainda ouve testemunhas e ninguém foi condenado ou preso. Nenhuma das 3 comunidades destruídas foi reconstruída: Bento Rodrigues, Paracatu e Gesteira, A mineradora entrou na Justiça e ganhou o direito de descontar das indenizações finais as doações feitas a pescadores. A Fundação Renova, criada após a crise, afirma que gastou R$ 1,3 bilião em auxílios financeiros e indenizações.» UOL.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue