Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 19 de janeiro de 2019

Reflexão – Podem energéticas, petroquímicas e produtoras de plástico resolver a crise da poluição plástica?


A Alliance to End Plastic Waste, composta por grandes empresas de energia, petroquímica e produção de plástico, como a Procter & Gamble, Chevron e ExxonMobil, anunciou a atribuição de 880 milhões de euros a projetos para minimizar e gerir resíduos de plástico e promover soluções para plásticos usados. No entanto, peritos na matéria desconfiam destas intenções.

«A reciclagem de plástico será o último recurso depois de repensar, substituir, redesenhar, refazer, reduzir e reutilizar», diz Jo Ruxton, da Plastic Oceans.
Gigi Kellett, da  Corporate Accountability , acusa as empresas da aliança de lavar a sua longa história de poluição: «Durante décadas, estas empresas lucraram imenso com a produção e criação de procura desnecessária de plásticos  enquanto faziam lóbi para bloquear políticas que realmente pudesse reduzir o desperdício e a poluição. A melhor maneira de protegerem o nosso Ambiente é deixarem de bloquear soluções comprovadamente eficazes para lidar com essa crise na origem, e não com esquemas perigosos que apenas alimentam os seus lucros». AFP.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue