Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

França: Agência Nacional de Segurança Alimentar, Ambiente e Trabalho descobre 60 produtos químicos tóxicos em fraldas para bebés

  • A escocesa Sustainable Marine Energy aliou-se à alemã Schottel Hydro para formar a SME. Objetivo: desenvolver o sistema de energia flutuante PLAT-I, com projetos na Escócia e no Canadá. Energy Voice.
  • Os robôs Eolos da espanhola TSR Wind já concretizaram a inspeção de mais de 3 mil turbinas desde que iniciaram a sua atividade em 2017. Energías Renovables.
  • O Reino Unido é o campeão europeu dos subsídios aos combustíveis fósseis, admite um relatório da Comissão Europeia. A França, a Holanda, a Suécia e a Irlanda também deram mais subsídios aos combustíveis fósseis do que às renováveis. Do lado oposto estiveram a Espanha e a Itália. The Guardian.
  • Em França, a Agência Nacional de Segurança Alimentar, Ambiente e Trabalho descobriu 60 produtos químicos tóxicos, incluindo o glifosato, em fraldas para bebês. Alguns dos químicos, como o lindano, o quintozeno e o hexaclorobenzeno, foram proibidos na União Europeia há mais de quinze anos.
  • A Arábia Saudita diz ter recebido propostas de instalação de centrais nucleares por parte dos EUA, Rússia, França, Coreia do Sul e China. A Arábia Saudita, o maior exportador de petróleo bruto do mundo, projeta construir dois reatores nucleares para reduzir a sua dependência do petróleo para produção de energia. MEM.
  • Os quebequenses preocupados com a saúde do lago Memphremagog manifestaram-se em Vermont em protesto contra a expansão de uma lixeira na margem norte-americana do lago. O projeto de expansão da lixeira de Coventry tem merecido imensas críticas por se prever que as águas residuais da estação de tratamento do aterro estejam a poluir o lago. Essas preocupações aumentaram em setembro, quando Vermont admitiu que não estava a monitorizar o lago para rastrear o efeito das águas residuais tratadas nele descarregadas. O lago Memphremagog é a fonte de água potável para 170 mil pessoas nas cidades do leste, incluindo Sherbrooke. CBC.
  • As propriedades ao longo da orla costeira do estado do Maine sofreram uma desvalorização de 70 milhões de dólares entre 2005 e 2017, revela uma investigação da Columbia University e da First Street Foundation. Portland Press Herald. Malditas alterações climáticas...
  • A republicana Debbie Wasserman Schultz e 12 outros membros da delegação ao Congresso da Flórida escreveram a dois congressistas apelando para pressionarem o ministério do Ambiente dos EUA sobre a urgência na tomada de medidas para regular a contaminação química na água potável. A carta seguiu após uma reportagem do Herald/Times revelando que foram precisos quatro meses para as autoridades de saúde estaduais notificarem os moradores de Ocala sobre os níveis potencialmente elevados dos produtos químicos nas águas dos seus poços. Nenhum dos 14 republicanos subscreveu a carta. Miami Herald.
  • 40 cavalos selvagens foram encontrados mortos num poço seco de Apwerte Uyerreme, perto de Santa Teresa, na Austrália central, no que se acredita ser uma morte em massa causada por condições meteorológicas extremas. The Guardian.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue