Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Governo vergou perante os interesses da Eni/Galp, acusa a Quercus

Imagem colhida aqui.
  • O governo de António Costa cedeu aos interesses do consórcio Eni/Galp, acusa a Quercus após o executivo ter dispensado de estudo de impacto ambiental a prospeção de petróleo ao largo de Aljezur. «Há uma cedência aos interesses do consórcio em detrimento dos interesses de outros setores da sociedade, por exemplo do turismo e das pescas e de autarcas da região que já se manifestaram contra a prospeção», disse João Branco. O presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno Lacasta, justificou a decisão de não realizar o estudo de impacto ambiental referindo que «não foram identificados impactos negativos significativos» na realização do furo de prospeção petrolífera. DN.
  • Setúbal quer praias da Arrábida sem carros este Verão. Parques de estacionamento pago, tolerância zero ao estacionamento selvagem e circulação proibida são a estratégia para impor transporte público. Público.
  • O governo turco projeta um canal marítimo paralelo ao Bósforo apesar das advertências de cientistas e ambientalistas, que receiam alterações químicas nos mares Negro e de Mármara, bem como a destruição de aquíferos e florestas que fornecem água e oxigénio a Estambul. El País.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue