Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Semana Europeia Sem Carros começa

Rio Alvoco, Poço da Broca, Barriosa, Vide-Seia. Foto de Luís Carvalho.
  • A Semana Europeia Sem Carros decorre de 16 a 22 de setembro. La Informacion. Em Portugal o tema agregador é, este ano, «Escolhe. Muda. Combina.», que destaca a multimodalidade e incentiva as pessoas a refletirem sobre a variedade dos meios de transporte à disposição e a melhor forma de se combinarem entre si, numa viagem que se pode tornar assim, mais rápida e agradável.
  • A Noruega vai doar 100 milhões de dólares ao Brasil. Trata-se da última tranche de um projeto de 1 bilião que recompensa a redução no abate da floresta amazónica. Reuters. Refira-se que a Noruega já investiu 300 milhões de dólares num programa de defesa da floresta tropical do Perú com vista à redução das emissões de gás de efeito de estufa. Entretanto, cerca de 30 milhões de dólares do programa REDD (mecanismo para combater causas do aquecimento global reduzindo a desflorestação) entregues pela Noruega à Tanzania desapareceram no meio de corrupção e má gestão no Ministério dos Recursos Naturais e do Turismo. O dinheiro foi pago sem que, no terreno, tenha sido cumprido o principal objetivo – estancar o abate ilegal de floresta para construção e produção de carvão.
  • Aspen, no Colorado, tornou-se o terceiro município a receber toda a sua energia a partir de fontes renováveis, nomneadamente eólica, hidroelétrica, solar e geotérmica. Burlington, no Vermont,  e Greensburg, no Kansas, foram as duas primeiras cidades norte-americcanas a terem conseguido igual feito. Think Progress.
  • A prolongada seca não é a única causa dos catastróficos incêndios florestais que têm afligido a Califórnia. Um escaravelho da subfdamília dos Scolytinae, semehante ao nemátodo do pinheiro, seca ainda mais as árvores que ataca, o que as torna em autêntica pólvora nas presentes condições. LATimes.
  • A Grande São Paulo e a região de Bragança Paulista registraram, de janeiro a julho deste ano, 11.168 casos de furto de água, representando um aumento de 35,86% em relação ao mesmo período de 2014, admite a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Identificada a fraude, procede-se à cobrança retroativa das tarifas pela água furtada e pelo esgoto coletado, devendo o responsável responder por crime de furto que pode atingir 8 anos de detenção. EcoDabate.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue