Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Câmara da Vila do Bispo não respeita geomonumento

Imagem retirada daqui.
  • A Câmara Municipal de Vila do Bispo terraplanou, alargou e prolongou em 150 metros um caminho existente numa arriba fóssil quaternária para facilitar o acesso à praia do Telheiro.  Os geólogos receiam que a abertura do caminho seja o primeiro passo para colocar em perigo o geomonumento da Praia do Telheiro, considerado pelo geólogo Galopim de Carvalho «muito mais importante do que o internacionalmente conhecido Siccar Point, na Escócia», e que figura em tudo o que é manual de geologia em todo o mundo. A Inspecção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT) determinou, entretanto, a suspensão daquela intervenção. O presidente da Câmara de Vila do Bispo, Adelino Soares (PS), diz não compreender o «fundamentalismo» com que o assunto está a ser encarado. «Só pretendemos melhorar o acesso à praia do Telheiro [não vigiada], permitindo o acesso aos veículos de socorro em caso de acidente», justifica. Público.
  • Villar de Cañas foi o sítio escolhido pelo governo espanhol para cemitério nuclear. A Greenpeace alerta para os evidentes perigos de resíduos nucleares terem que atravessar 216 municípios até chegarem aos seu destino.
  • 500 caçadores furtivos moçambicanos foram abatidos pelos guardas do Kruger Park nos últimos 5 anos, admite o antigo presidente Joaquin Chissano, citado pela Reuters.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue