Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Reciclagem aumenta porque aumenta a produção de resíduos

Há cerca de um mês várias máquinas do Regimento de Engenharia de Espinho procedem a operações de regularização das areias na orla costeira da cidade. A presença destas máquinas é tradicional nesta altura do ano em que se preparam as praias para os concessionários dos bares.  Alguém sabe calcular a pegada ecológica dos bares de praia? Perguntar não ofende.
  • O despejo de resíduos de embalagens em lixeiras europeias caiu 57% nos últimos 11 anos, revela o relatório Packaging & Packaging Waste Statistics in Europe 1998-2008Lado positivo: Portugal aumentou imenso as percentagens de reciclagem de resíduos de vidro, plástico, papel/cartão e madeira. Lado negativo: Portugal aumentou os consumos em 49%, 50% e 51%, respetivamente, em embalagens de vidro, de plástico e de papel/cartão. Conclusão: antes de reciclar, há que produzir menos resíduos, sob pena de, em nome do sucesso da reciclagem, andarmos a promover a produção de cada vez mais embalagens desnecessárias.
  • Várias unidades de saúde tendem a transportar resíduos hospitalares nas horas de presença do público, o que é preocupante, diz a  Entidade Reguladora da Saúde num estudo realizado em parceria com a Universidade do Minho. PúblicoE só 17.5% das unidades de saúde responderam ao inquérito! Esta gente tem medo de quê? Ou será falta de confiança no trabalho que faz? Ou será vergonha? Isto de omitir, não dar a cara, assobiar para o lado é muito pior do que o nim (sim + não) de certos responsáveis.
  • A Greka Oil & Gas/HVI Cat Canyon está a ser processada pelo estado da Califórnia por prejuízos causados por 21 derrames de combustível durante os últimos 21 anos em zonas húmidas de Santa Barbara. AP/USAToday.
  • Três agricultores de Riverside County, na Califórnia, foram indemnizados para atrasarem as suas colheitas para garantir a proteção da nidificação de 50 mil melros negrosLATimes.
  • Três quartos das centrais nucleares americanas registam fugas de trítio com índices superiores aos legalmente impostos. O trítrio, infiltra-se em aquíferos a partir de tubaria velha e rota e contamina muitos poços de água, revela uma investigação da Associated Press baseda em dados colhidos junto da US Nuclear Regulatory Commission.
Share:

1 comments:

Fada do bosque disse...

Isso é que é uma média espectacular! A Greka tem a média de um derrame por ano!
Quanto aos melros... cá pelo contrário, legalizaram a caça! São só "boas" notícias... não haja dúvida.

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue