Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 5 de outubro de 2019

Reflexão - «Não conseguirão acabar com a Reserva Ornitológica do Mindelo»


«Qualquer cidade do Mundo se orgulharia por ter uma reserva ornitológica com 62 anos, e mais se orgulharia por essa ser a primeira reserva natural do seu país e uma das primeiras da Europa.
Qualquer cidade do Mundo tiraria disso partido: ambiental, cultural, recreativo, turístico e económico.
Qualquer cidade do Mundo, menos Vila do Conde!
A Câmara Municipal de Vila do Conde quase ocultou o nome da Reserva Ornitológica do Mindelo quando criou a aberrante “Paisagem Protegida do Litoral de Vila do Conde”. E digo aberrante por causa da sua delimitação que só pode ter um objetivo, impedir que funcione como área de conservação da natureza.
Entretanto praticamente nada foi feito em favor da área protegida, até surgir uma outra aberração, o projeto “Naturconde”; como se a execução do projeto não fosse, só por si, prejudicial, servem-se agora deste acrónimo para ocultar o nome da Reserva Ornitológica de Mindelo, numas pindéricas tabuletas de (des)informação.
Há técnicos por trás destes atentados ao património natural e cultural (uma reserva com 62 anos é património cultural) que tem que dar a cara e assumir as responsabilidades.
Já nos anos 80 a Câmara Municipal de Vila do Conde pretendeu urbanizar a Reserva, com a colaboração de um conhecido arquiteto que defendia terem os edifícios a construir função idêntica à das dunas na proteção do litoral.
Hoje esconde-se a Reserva Ornitológica atrás do nome “Naturconde”!
Mas não conseguirão apagar o nome e a memória da Reserva Ornitológica de Mindelo; iremos até às últimas consequências junto da União Europeia (que pagou) e tudo faremos para que seja reposta a situação anterior à triste “Naturconde”.» 
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue