Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

domingo, 27 de novembro de 2016

Tejo: metade das suas águas não são boas

  • Metade da água do rio não é boa, admite o Relatório da Comissão de Acompanhamento da poluição do rio Tejo. «Verifica-se que por toda a bacia hidrográfica deste rio se encontram problemas históricos de qualidade da água devido ao tratamento ainda insuficiente de águas residuais urbanas e/ou industriais, problemas de poluição difusa com origem na agricultura e/ou pecuária, perda de conectividade decorrente de poucas barragens terem passagens para peixes e na sua maioria os regimes de caudais ecológicos não terem ainda sido implementados. A estes problemas acresce uma monitorização insuficiente das massas de água e das ações de acompanhamento», lê-se no relatório. O documento aponta medidas prioritárias a implementar, nomeadamente a criação de uma plataforma eletrónica de gestão de informação para prevenir e controlar a poluição no Tejo, a elaboração de um Plano anual de ação integrada de fiscalização e inspeção e o reforço da monitorização e modelação das massas de água. DN.
  • Estradas geradoras de energia solar poderão ser, em breve, uma realidade graças à nova tecnologia europeia. Colas SA, uma subsidiária da francesa Bouygues, criou painéis suficientemente robustos para aguentar a carga de um camião de 18 rodas, estando o sistema a ser testado em algumas estradas francesas. Inhabitat.
  • O Estado não tem investido o suficiente para combater o problema das descargas de esgotos não tratados ou indevidamente tratados em lagos, rios e zonas costeiras, admite o ministério do Ambiente da Irlanda. Dublin, Cork e Galway são apenas 3 das 124 áreas onde o tratamento de esgotos é deficiente. Sublinhe-se que há 43 zonas urbanas na Irlanda onde os esgotos são despejados para linhas de água sem qualquer tipo de tratamento prévio. The Irish Times.
  • O Tribunal de Justiça Europeu determinou que as informações dos testes de segurança sobre os pesticidas e produtos químicos potencialmente nocivos devem ser disponibilizados ao público. Esta decisão é de importância histórica, uma vez que contrariou as intenções da Comissão Europeia e da indústria química e, felizmente, veio colocar os interesses dos cidadãos europeus e o Ambiente *a frente do interesse da indústria dos produtos químicos e dos pesticidas. Client Earth.
  • Um número recorde de cidades europeias concorrem a prémios verdes. 28 cidades europeias anunciaram a sua candidatura para os prémios Folha Verde da Europa 2018 e Capital Verde da Europa 2019. Barreiro, Fundão e Oliveira do Hospital concorrem ao primeiro, enquanto Lisboa e Funchal concorrem ao segundo. EC.
Share:

1 comments:

OLima disse...

Relatório da Comissão
de Acompanhamento sobre
Poluição no Rio Tejo
https://www.apambiente.pt/_zdata/DESTAQUES/2016/Relatorio_Tejo_Final.pdf

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue