Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Aceleras degradam margens do Douro


  • Massa crítica da Querida Inbicta. Vimeo (1:37)
  • Algumas embarcações de turismo cruzam o rio Douro a velocidade excessiva, acelerando a degradação das margens do rio, a destruição da vegetação ribeirinha e a perda dos abrigos para os peixes, alertam autarcas, operadores turísticos e especialistas em Ambiente. Lusa/SOL.
  • Anomalia em bomba de gasolina da Galp provoca derrame de gasóleo no rio Lis. Não houve qualquer impacto ambiental, garante Gonçalo Lopes, vice-presidnte da câmara de Leiria, vereador da Educação, da Cultura, da Juventude, dos TemposLivres e da Toponímia.
  • “Nós conseguimos resolver os nossos problemas de falta de água. Nos Açores existe muita água mas, em outras partes de Portugal, - por exemplo, o Alentejo - que tem problemas de água e nós podemos ajudar. (...)  Mais de 55% do nosso território é um deserto. Há mais de 50 anos iniciamos um projecto nacional de abastecimento da água e ainda nos falta água, não temos a suficiente.” Ehud Gol, embaixador de Israel em Portugal, em entrevista ao Correio dos Açores.
  • Fiscais que monitorizam as quotas europeias de peixe são intimidados e alvos de tentativa de suborno por parte das tripulações de barcos portugueses e espanhóis, revela The Guardian. Lamentável o exagero introduzido no título deste diário através da palavra “torturados”.
  • A imensa quantidade de água que tem sido extraída de aquíferos subterrâneos para acudir à escassez do precioso líquido em países como a Arábia Saudita é mais responsável pela subida do nível da água dos oceanos do que a fusão dos glaciares, revela estudo de Yadu Pokhrel, da Universidade de Tóquio, publicado na Nature Geoscience. Via The Guardin.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue