Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Bico calado


Este vídeo mostra o abate de um palestiniano civil e, depois, ouvem-se vozes excitadas gritando: «Wow, que vídeo! Yes! Filho da …» Via Middle East Monitor. A estrutura militar israelita ilibou o «atirador».
  • «(…) Ora, foi isso mesmo o que a maioria dos juízes do Supremo Tribunal Federal brasileiro fez: restringiu direitos e liberdades constitucionais ao determinar que, mesmo não tendo o processo transitado em julgado, Lula da Silva poderia começar a cumprir pena. Qual a legitimidade social e política do poder judicial para restringir direitos e liberdades fundamentais constitucionalmente consagrados? Como pode um cidadão ou uma sociedade ficar à mercê de um poder que diz ter razões legais que a lei desconhece? Que confiança pode merecer um sistema judicial que cede a pressões militares que ameaçam com um golpe se a decisão não for a que preferem, ou a pressões estrangeiras, como as que estão documentadas de interferência do Departamento de Justiça e do FBI dos EUA no sentido de agilizar a condenação e executar a prisão de Lula? (…)» Boaventura Sousa Santos, in Lula da Silva: os tribunais o condenam, a história o absolverá - Público 9abr2018.
  • «(…) Ao mesmo tempo que exerceu os sucessivos mandatos de deputado à Assembleia da República, entre 2002 e 2018, Luís Montenegro prosseguiu a atividade paralela de advogado na firma Sousa Pinheiro & Montenegro, sendo detentor de 50% do respetivo capital social. Entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2018, de acordo com os dados registados no portal Base, a firma de Montenegro celebrou 10 contratos por ajuste direto com as câmaras municipais de Espinho (seis) e de Vagos (quatro), ambas lideradas pelo PSD, faturando um valor total de 400 mil euros (média de 100 mil euros por ano). O contrato mais recente data de 8 de janeiro de 2018, adjudicado pela Câmara Municipal de Espinho, visando a “aquisição de serviços de assessoria e informação jurídicas” por 54 mil euros. Cerca de três semanas antes, no dia 20 de dezembro de 2017, a mesma Câmara Municipal de Espinho tinha celebrado outro contrato por ajuste direto com a mesma Sousa Pinheiro & Montenegro, visando “serviços de representação jurídica” por 72 mil euros. Na semana anterior, a 15 de dezembro de 2017, tinha sido a Câmara Municipal de Vagos a contratar a Sousa Pinheiro & Montenegro por ajuste direto, visando a “aquisição de serviços de assessoria jurídica e representação em juízo” por 74.700 euros. A atividade paralela de Luís Montenegro (que renunciou ao mandato de deputado na semana passada, abandonando a Assembleia da República) foi um dos oito casos analisados pela Subcomissão de Ética em março de 2017, na sequência de uma investigação do Jornal Económico. Nessa altura, a Sousa Pinheiro & Montenegro ainda só tinha firmado seis contratos por ajuste direto com as referidas câmaras municipais, faturando cerca de 188 mil euros. Desde então esse valor mais do que duplicou para 400 mil euros. (…)» Gustavo Sampaio, in Jornal Económico.
  • Tony Blair, um dos principais arquitetos da Guerra do Iraque, parece estar a apoiar outra intervenção militar no Oriente Médio, ao afirmar, citado pela RT, que Theresa May não precisa de apoio parlamentar para lançar ataques aéreos na Síria.
  • As buscas feitas no gabinete do íntimo colaborador de Trump provocaram a fúria do presidente norte-americano e fizeram-no perder as estribeiras. O princípio do seu fim, vaticinam alguns observadores.
  • O município de Dublin aprovou uma moção exigindo que o governo irlandês expulse o embaixador israelita tendo em conta o abate a tiro de manifestantes israelitas. Foi ainda aprovado um boicotre aos produtos e serviços da Hewlett Packard, cuja tecnologia é usada nos postos de controlo israelitas para impor um apartheid aos palestinianos. RTE.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue