Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

domingo, 24 de setembro de 2017

Erik Solheim: «Quem polui, quem destrói a natureza deve pagar pelo custo dessa destruição ou da poluição»

Foto de Mário Rui Ribeiro 13set2017.
  • Erik Solheim, diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, afirma que Trump não é tão importante como julga. «O presidente Reagan não iniciou a economia digital. Nem os políticos no Reino Unido começaram a revolução industrial. Foi o poder dos negócios, os mercados e a tecnologia que avançou. As pessoas dão demasiada importância a Trump. Estamos a avançar rapidamente para uma economia verde. O único problema é se estamos a andar suficientemente depressa. O pior que Trump pode fazer é travar esta mudança. Isso seria mau para o mundo e para a economia dos EUA. Se os EUA não acompanharem esta mudança ficarão de fora e serão ultrapassados pela China, pela Índia e por outros países.» Unearthed.
  • As empresas beneficiam geralmente à custa da destruição ambiental, deixando para os contribuintes a fatura da limpeza. Não deveria ser assim, disse Erik Solheim, diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Numa conferência na Universidade de Columbia afirmou: «O lucro de destruir a natureza ou poluir o planeta é quase sempre privatizado, enquanto os custos de poluir o planeta ou o custo de destruir os ecossistemas são quase sempre socializados. Isso não pode continuar.» Solheim disse que podemos inverter a situação se empresas, cidadãos e políticos trabalharem para um objetivo comum - com os maiores poluidores pagando os prejuízos. «Quem polui, quem destrói a natureza deve pagar pelo custo dessa destruição ou da poluição», sublinhou. Reuters.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue