Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Bico calado - Precisamos de uma nova Europa.

Imagem retirada daqui.
  • «Chamava-se Aylan. Tinha 3 anos. Afogou-se no mar com os seus pais e o seu irmão Galip, de 5 anos. Fugiam da violência, da opressão e da pobreza e tentavam chegar à Europa. Simbolizam o desespero de milhares. Era assim que deveriam estar a dormir hoje logo à noite. Vivo, seguro, confortável. » Entretanto, um jovem sírio diz: «Acabem com a guerra, não queremos ir para a Europa.» Já repararam que todos esses migrantes, melhor, refugiados, vêm principalmente da Síria, do Afeganistão, do Pasquistão, da Líbia, do Iraque. Será coincidência ou não foram todos estes países atacados pelos EUA e seus aliados em nome da guera contra a opressão e contra o terrorismo?
  • 31 mil crianças sem abrigo no estado do Kentucky
  • «Por que é que uma empresa que não foi vendida por concurso ao longo de meses, sê-lo-á por ajuste direto a dias das eleições? Será porque a falta de transparência, rigor e controlo público tornam o processo mais atrativo e simples? Será porque o tal Governo está prestes a sair de funções e quer deixar os negócios fechados? Certamente as duas coisas, mas uma coisa é certa: se soa a vigarice, parece vigarice e cheira a vigarice, talvez seja mesmo vigarice. E o país nada recomendável é mesmo PortugalMariana Mortágua, JN 1set2015.
  • Nicholas Shaxson, um especialista em offshores, com obra publicada, prevê que precisamente a fuga de capitais para offshores será o motor da próxima crise financeira . E tudo baseado em duas reportagens da Reuters. Segundo essas investigações, centenas de biliões de dólares terão sido «deslocalizados» por parte de bancos como Goldman Sachs, JP Morgan Chase, Citigroup, Bank of America e Morgan Stanley para offshores.
  • Paulo Portas: as 7 vidas de um camaleão político. Youtube (7:35)
  • «E um país sem memória cultural é um país condenado a todos os gelos. Que livros leram e têm lido o dr. Passos, o Relvas, o Nuno Melo, o João Almeida, o dr. Cavaco? Que conhecem eles, entre outros mais, de livros, de autores; que poetas frequentam? Há dias, uma mão amiga fez-me chegar uma página da Revista Ler, de Outubro de 1995, na qual o dr. Cavaco, na altura candidato à Presidência da República, referia ‘os livros da sua vida.’ Ei-los: a ‘Bíblia’; ‘Contos’, de Miguel Torga; ‘Mensagem’, de Fernando Pessoa; Emily Brontë, ‘O Monte dos Vendavais’; ‘Jubiabá’, de Jorge Amado; Ruy Belo, ‘Obra Poética’; Vitorino Nemésio, ‘Mau Tempo no Canal’; Agustina Bessa-Luís, ‘Os Meninos de Ouro’; Marguerite Yourcenar, ‘Memórias de Adriano’; Vergílio Ferreira, ‘Para Sempre’. Claro que é uma boa escolha. Mas restará sempre a dúvida se o dr. Cavaco é o verdadeiro autor da lista. Não desejo adiantar mais do que disse; no entanto, deixo ao cuidado do leitor a preocupação de analisar se a bota dá com a perdigota.» Baptista Bastos, JNegócios 28ago2015.
  • Que está acontecer no sistema de ensino britânico para não haver professores para preencher as vagas necessrias? The Guardian.
  • O presidente da Quatemala demitiu-se e a vice-presidente foi detida. Ambos são suspeitos de envolvimento em 40 casos de pagamento de suborno às autoridades para garantir a entrada no país de mercadorias com isenção fraudulenta do correspondente imposto aduaneiros. BBC.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue