Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

A Praia dos Tubarões (7)

“Também no Furadouro e a partir de 1948, face aos estragos que a praia vinha sofrendo ao longo dos anos foi construído um enrocamento com cerca de 100 metros na zona mais atingida da frente litoral. Em anos subsequentes e devido ao agravamento da erosão que se ia manifestando nesta praia, os enrocamentos e os esporões foram aumentando em número, ficando toda a frente urbana do Furadouro “protegida” em 1960. Sintomática foi então e desde essa data, a progressiva diminuição da largura da praia, a qual acabou praticamente por desaparecer. No entanto, é importante salientar que para este estado de erosão intensa contribuiu, sem dúvida, a exploração que então se fazia das areias das dunas do Furadouro. Refira-se que esta actividade de exploração das areias se desenrolava precisamente no local mais exposto da praia, na parte sul do povoado, onde o mar chegou a talhar escarpas de erosão com cerca de 10 metros de altura e a destruir 100 metros de esplanada, além de vários palheiros, deixando também a descoberto as paredes de um poço de agua.”

A Praia dos Tubarões, por Álvaro Reis, 2006, p64-65.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue