Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Reflexão - Por que razão a cimeira de Davos acontece no maior centro de lavagem de dinheiro do mundo?

Ambiente, Ondas3

A emergência da Suíça como centro global de negociação de bens talvez pretenda esconder o enorme fluxo de capitais ilícitos, conclui um relatório do Center for Global Development.

Os recursos e bens como o cobre, o ouro e o petróleo são vendidos na Suíça a preços inferiores ao dos mercados mundiais para depois serem transacionados a preços muito mais elevados, conseguindo-se assim lucros fabulosos, partedos quais poderiam ter ido beneficiar os exportadores originais. E é aqui que o famigerado segredo bancário suíço dá uma ajuda. O relatório garante que os países em vias de desenvolvimento perdem entre 8 e 100 mil milhões de dólares por ano neste negócio ilícito.

Entretanto, debate-se em Davos a desigualdade de rendimentos entre ricos e pobres, o que faz com que os 85 maiores milionários do mundo (1% ) ganhem tanto como os restantes 99% da população mundial. Porém, Davos continua a convidar os milionários que fogem ao fisco. E de certeza que não vai seguir os conselhos da Oxfam: que as corporações deviam deixar de usar as offshores para fugirem ao fisco, que os lideres empresariais deviam apoiar a tributação progresiva, a oferta de saúde e educação e de um salário digno em todas as empresas que eles controlam.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue