Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Os Grandes impostores, por George Monbiot

Os Grandes impostores, por George Monbiot, publicado no Guardian de 7 de agosto de 2012 – pontos a reter: (1) a natureza está a ser avaliada para poder ser trocada por dinheiro; (2) este sistema, criado pelo governo de Toby Blair, começou com uma empresa que, por 100 mil libras, calcula e elabora anualmente o valor  dos ecossitemas ingleses; (3) este novo sistema já tem um Natural Capital Committee, uma Ecosystem Markets Task Force e um glossário próprio – a natureza chama-se agora capital natural, os processos naturais chamam-se serviços de ecossistemas, os montes, as florestas, os rios são infraestruturas verdes, os habitas e a biodiversidade são categorias de ativos dentro de um mercado de ecossitemas e os terratenentes são os fornecedores de serviços de ecossistemas, como se tivessem criado a chuva, os montes, os rios e a vida selvagem ; (4) atribuir um valor à natureza e incorporar esse preço no custo dos bens e serviços cria incentivos económicos para a sua proteção; (5) o governo de David Cameron já está a desenbolver um mercado para a vida selvagem e já criou créditos de biodiversidade; (6) a mercantilização da natureza sonega-nos o direito ao debate – já não poderemos dizer que queremos proteger uma paisagem ou um ecossitema porque nos dá prazer porque quem quer pode e manda vai dizer-nos que o seu valor já foi calculado e que é muito superior ao valor que lhe damos ou queremos dar;  (7) como os mercados vão reinar, os governos vão deixar de regulamentar, acabando o sistema por ser controlado pelas grandes corporações.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue