Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 25 de maio de 2019

Montenegro suspende projetos de construção de pequenas hidroelétricas

  • O Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR de Guimarães participou à Agência Portuguesa do Ambiente uma descarga poluente na vila de Ponte. Na origem do foco de poluição esteve uma avaria do intercetor da Águas do Norte localizado na Rua de Castelães. Os efluentes foram derramados sobre o solo e sobre uma linha de água, afluente do rio Ave. A Águas do Norte esclareceu que a ocorrência deveu-se a uma obstrução imprevista de uma tubagem de saneamento e que corrigiu a situação. Guimarães Digital.
  • Os trinta tubarões-martelo capturados na Grande Barreira de Coral e exportados, entre 2011 e 2018, para o aquário francês Nausicaá, o maior da Europa, morreram em cativeiro. Segundo o diretor do Nausicaá, Philippe Vallette, os tubarões morreram devido a uma infeção fúngica, mas a associação ambientalista Sea Shepherd decidiu processar o aquário, acusando-o de «maus-tratos graves» e alegando que alguns dos animais se atacaram uns aos outros. «Os tubarões-martelo são uma espécie extremamente frágil e não se dão bem em cativeiro», disse Lamya Essemlali, presidente da Sea Shepherd France. «São tubarões altamente migradores que precisam de grandes espaços. A lei estipula que as instalações de cativeiro devem impedir que os animais se tornem vítimas uns dos outros e, obviamente, o Nausicaá não o fez.» The Guardian.
  • O governo de Macron chumbou um projeto mineiro na América do Sul. É agora criticado pelos ambientalistas de oportunismo e greenwashing. Alegam que a atitude apenas foi tomada para roubar votos aos Verdes e assim recuperar a segunda posição, atrás da Frente Nacional, prevista por uma sondagem. Rym Momtaz , in Politico.
  • Cerca de oito milhões de salmões de aquacultura sufocaram no norte da Noruega durante a semana passada, em consequência do florescimento persistente de algas. The NYTimes.
  • Na sequência de forte pressão de grupos ambientalistas, o governo do Montenegro decidiu suspender a emissão de licenças para a construção de pequenas hidroelétricas e reconsiderar as concedidas até agora. Reuters.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue