Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 21 de abril de 2018

Bico calado – A música dos Capacetes Brancos

  • Durante um concerto em Barcelona em 13 de abril, Roger Waters denunciou os Capacetes Brancos como sendo «uma organização falsa que existe apenas para criar propaganda a favor de jihadistas e terroristas». Advertindo que as alegações não verificadas dos grupos sobre ataques de armas químicas em territórios controlados por rebeldes pretendiam provocar a intervenção militar ocidental, Waters advertiu o seu público: «Se nós escutássemos a propaganda dos Capacetes Brancos e outros, encorajaríamos os nossos governos a começar a lançar bombas sobre o povo sírio. Isso seria um erro de proporções monumentais para nós como seres humanos». Na véspera do concerto, Roger Waters tinha sido abordado por um fotojornalista francês chamado Pascal Hanrion para apoiar os Capacetes Brancos, exigindo juntar-se ao músico no palco e aí transmitir a sua mensagem em nome das «crianças da Síria». Acontece que em julho de 2016, este mesmo Pascal Hanrion participou numa espécie de maratona nos alpes suíços envergando um capacete branco que disse ter sido uma prenda de um voluntário baseado em Jisr al-Shugour, na província de Idlib controlada pela Al Qaeda. Por isso, Roger Waters não foi na conversa e, no concerto de Barcelona, denunciou o esquema e apelou ao público para desmontar todo o atual muro de narrativas bélicas: «O que devemos fazer é convencer os nossos governos a não despejar bombas sobre as pessoas. Pelo menos até termos feito toda a pesquisa necessária para termos uma ideia clara do que realmente está a acontecer. Porque vivemos no mundo em que a propaganda parece ser mais importante do que a realidade». Já em outubro de 2016 Roger Waters tinha sido abordado, em nome do Corniche Group, pela The Syria Campaign, a empresa de relações públicas dos Capacetes Brancos, convidando-o para um jantar de luxo organizado por Hani Farsi, o milionário saudita-britânico do petróleo, onde poderia subscrever a missão dos Capacetes Brancos para ajudar a «divulgar as vozes dos heróis pacíficos da Síria». Mint Press.
  • Os Capacetes Brancos da Síria e a guerra de propaganda, por José Pedro Teixeira Fernandes Público 20abr2018.
  • A associação de alunos do Barnard College, uma prestifiada instituição de ensino de artes de New York, votou maiaoritariamente a favor do desinvestimento de 8 empresas (Hyundai Heavy Industries, Caterpillar, Lockheed Martin, Boeing, Elbit Systems, Hewlett Packard Enterprise, Bank Hapoalim, Mekorot) que são cúmplices da ocupação israelita da Palestina e disso beneficiam. MEM.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue