Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Reflexão: Recolha inteligente de resíduos, precisa-se!

Metéora, Grécia. Imagem captada aqui.

A recolha de resíduos sólidos urbanos é um quebra-cabeças para os gestores autárquicos e um sorvedouro de recursos financeiros, para não falar num rol de desperdício. Já imaginaram o tempo, o combustível e a poluição que representa um simples camião do lixo percorrer um labirinto de ruas quase vazio?

Há gente a pensar em soluções. Em Leeds, em Brooklyn, em Queensland, os Bigbellies dão uma ajuda: os seus sensores dão ordem à máquina para compactar os resíduos logo que a caixa está cheia e tudo feito à custa da energia solar. Na Finlândia, o sistema Enevo fornece informações acerca do nível a que se encontram os contentores, pelo que os veículos de recolha de resíduos não fazem viagens em vão. T.

Em meados dos anos 90, a Holanda já pusera em prática um sistema de recolha de resíduos que faturava os munícipes de acordo com o peso de resíduos descartados...
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue