Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Pode a Comissão Europeia promover a privatização da água?


Água - Operação Secreta: UE Promove a Privatização da Água 
Clicar no botão CC para aceder às legendas em português.


As grandes multinacionais pressionam a Comissão Europeia, a Comissão Europeia pressiona os Governos, os Governos pressionam os Municípios. Tudo em surdina, sem fazer grandes ondas, porque sabem que a maioria dos cidadãos não querem e não concordam com a privatização da água.
Esta é a reportagem alemã Água - Operação Secreta - como a Comissão Europeia promove a privatização da água (do programa Monitor da ARD TV: Geheimoperation Wasser - EU fördert Wasserprivatisierung) sobre a forma secreta como a UE promove a privatização da água, onde aparece o exemplo de Paços de Ferreira! Porque para eles o que mais importa não é o bem estar dos cidadãos, mas o lucro de grandes empresas e de alguns oportunistas! 
Share:

3 comments:

aNaTureza disse...



http://www.youtube.com/watch?v=iF65CGzsR08

"A má estratégia, a incompetência, a negligència dos sucessivos governos, bem traçada à escala de uma desejada privatização do sector da água, é que é a responsável por problemas de sustentabilidade, que ainda assim têm solução que não passa obviamente pela privatização da sua gestão. Os problemas de sustentabilidade do sector foram produzidos por más opções políticas.
Denegrir agora o sistema público de gestão da água é um entretenimento do governo e da maioria parlamentar para sustentar o seu desejo de privatização. O concelho de Almada que optou por virar as costas à chantagem do governo e por via disso nunca obteve financiamento central ou comunitário dos seus investimentos, tem hoje, um sistema perfeitamente sustentável, numa gestão totalmente pública que merece ser focada.
Almada capta, armazena, distribui em baixa, faz tratamento de águas residuais, ou seja, tem uma gestão pública, directa e integral. Cobra aos munícipes 1,20 euros/m3 e há 3 anos que não aumenta o preço da água porque não precisa cobrar mais pelo valor da água para garantir a sustentabilidade do sistema. O sistema é autosuficiente e tem uma escala de 200 000 habitantes, tem 100% de abastecimento e 100% no saneamento.
Isto é um exemplo de boa gestão pública e há mais casos no país." Luísa Apolónia PEV

O bom exemplo de Almada-gestão pública http://www.youtube.com/watch?v=iF65CGzsR08

O mau exemplo de Faro - gestão privada http://www.youtube.com/watch?v=mT2vcK0vuv4

ÁGUA PRIVATIZADA É MAIS CARA

Muitas câmaras municipais têm vindo a privatizar o negócio da distribuição de água com resultados desastrosos. A maioria dos acordos de privatização provoca o aumento escandaloso dos preços no consumidor.

Por outro lado, garantem-se rendas fixas e lucros por décadas para os privados, ficando os prejuízos por conta dos orçamentos camarários.

Numa situação de monopólio natural, como é o caso da água, os cidadãos correm sempre enormes riscos. E se a existência de um monopólio público já é problemático, no caso de o monopólio ser privado, só uma regulação independente e implacável com os interesses económicos poderia garantir um serviço de qualidade a um preço justo. O que em Portugal se tem revelado improvável.

Acresce que as concessões municipais estão e estarão destinadas àqueles que dominam todos os negócios públicos locais, os construtores e promotores imobiliários. Um monopólio natural como é a distribuição da água entregue aos patos bravos do imobiliário, vai aumentar os preços, compromete a qualidade do serviço e constitui um verdadeiro suicídio anunciado para as finanças dos municípios.


http://rr.sapo.pt/opiniao_detalhe.aspx?fid=34&did=89421

OLima disse...

Obrigado por esta achega bastante substancial.

aNaTureza disse...

De nada!
O interesse é comum e o tema peocupante.

Obrigada eu!

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue