Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Reflexão – Pode o cantar dos galináceos comprometer a existência de um galinheiro?


Um galinheiro foi encerrado pelas autoridades depois de hóspedes de um hotel rural em Cangas de Onis, Astúrias, se terem queixado dos altos decibéis emitidos pelo cantar dos galináceos «a horas intempestivas». 
Nel Cañedo dá largas à sua indignação num vídeo que publicou na sua página do FB e onde prolifera o vernáculo.
Cañedo diz que, para ele, «horas intempestivas» são três horas da manhã, quando os inquilinos do tal hotel o incomodam com a música tipo bate-estacas que eles põem no jardim do hotel, e contra a qual ninguém se queixou. É normal um frango cantar às sete da manhã quando o sol nasce. Então por que há de vir uma pessoa da cidade para fazer turismo rural?
«Quando você vai a Madrid ou a Oviedo, você pensa protestar junto do dono do hotel porque os carros fazem barulho ou os camiões do lixo passam às duas da manhã? O que é que acha?», pergunta ele. Via El País.


Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue