Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Gulbenkian aliena petrolífera Partex

O cemitério nuclear da ilha Runit.
  • A Fundação Calouste Gulbenkian vai vender a sua petrolífera Partex a uma entidade chinesa e dedicar-se apenas a aplicações financeiras. A Fundação equaciona a alienação dos investimentos nos combustíveis fósseis (que representaram cerca de 18% dos ativos em 2017), tendo em conta uma nova matriz energética e os seus objetivos em prol da sustentabilidade. A Partex foi fundada em 1938 por Calouste Gulbenkian, que até então tinha sido o grande promotor da criação da Iraq Petroleum Company, uma empresa que reuniu os interesses das empresas que hoje se chamam BP, Shell, Total, Exxon Mobil, e onde ficou com 5%, passando a ser conhecido como o «Mister Five Per Cent». Público. O sr Calouste Gulbenkian foi «um grande senhor». Quem o viu e quem vê o que dele resta… Excertos de Ralph Hewins, «O senhor Cinco Por Cento» – Texto Editores 2009 - podem ser consultados no FB, entre 7 e 22 de fevereiro de 2016.
  • A Shell declarou lucros de 8,5 biliões de libras, o que significa um aumento de 242% em relação ao ano anterior.
  • A presidente do Chile, Michelle Bachelet, declarou que o país não vai construir mais centrais a carvão a menos que estejam equipadas com tecnologia para bombear as emissões para o subsolo. CHN.
  • Na ilha de Runit, uma cúpula de betão cheia de lixo radioativo de 43 explosões nucleares está a derramar para o Pacífico. O Atol de Enewetak foi usado pelo governo dos EUA para testar 30 megatoneladas de armas - equivalentes a 2.000 explosões de Hiroshima - entre 1948 e 1958. A estória é contada pelo insuspeitíssimo jornal conservador britânico Daily Express.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue