Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

sábado, 22 de abril de 2017

Deputados questionam ministério do Ambiente sobre maus cheiros em Sines

Imagem captada aqui.

  • Os deputados  socialistas eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal questionaram o Ministério do Ambiente sobre impactos ambientais da laboração da ECOSLOPS, em Sines. A Ecosplops instalou-se em Sines para produzir combustível naval a partir de resíduos petrolíferos dos navios de carga, como crude, refinados entre outros, designados por slops. Em meados de setembro de 2016 surgem as primeiras queixas dos vizinhos por causa dos intensos cheiros a hidrocarbonetos. Têm sido infrutíferas as tentativas de resolver o problema por parte das autarquias e das entidades competentes. Distrito Online.
  • A Shell e a Dow Chemical esconderam um produto químico cancerígeno em dois pesticidas muito usados que contaminaram a água potável de milhões de pessoas na Califórnia, denuncia um relatório do Environmental Working Group. O TCP, um potente composto inseticida potente, foi usado durante décadas no pesticida Telone, feito pela Dow, e no D-D, fabricado pela Shell. A Shell parou de usar o D-D em 1984, enquanto a Dow só o fez no final dos anos 1990. Mas foram encontrados resíduos do TCP no abastecimento de água da torneira de cerca de quatro milhões de pessoas em 13 estados dos EUA entre 2013 a 201. KETV.
  • A Berkeley Energy Group, uma empresa de carvão do Kentucky, vai construir uma central solar no espaço de uma mina de carvão a céu aberto. Não só vai produzir energia como vai dar emprego a mineiros desemopregados. Think Progress.
  • Três ativistas exilaram-se no estrangeiro após denunciarem os impactos desastrosos causados pela indústria de extração de areias nos rios e praias do Camboja. Hakai Magazine.

Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue