Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

PSD, CDS e PCP chumbam iniciativa do BE sobre glifosato em meio urbano



  • Os grupos parlamentares do PCP, do CDS-PP e do PSD chumbaram o projeto de lei do BE que proibia o uso do glifosato em espaços urbanos, enquanto PS, PEV e PAN votaram favoravelmente ao lado dos bloquistas. «Entretanto, o PCP apresentou também um projeto de resolução recomendando ao Governo medidas para controlar os fitofármacos e sua aplicação sustentável, nomeadamente através da criação de uma comissão multidisciplinar para acompanhar esta área». RTP. «Nas Assembleias Legislativas Regionais dos Açores e da Madeira, o PCP apresentou propostas para a proibição total do glifosato. Em várias Assembleias Municipais, incluindo Lisboa e Almada, o PCP tem votado pela proibição do glifosato em espaço público. A Câmara Municipal de Évora, presidida pelo PCP, anunciou que já deixou de usar glifosato. Ou seja, o PCP não chumbou o projeto-lei porque a ideia era má. A proposta era má porque vinha do Bloco. É caso para dizer que o sectarismo faz mal à saúde», atacou Nelson Peralta, do BE. Lamentável. Ainda fui tentado a pensar que teria sido por influência do último relatório apressado publicado pela ONU sobre a possibilidade de o glifosato não ser potencialmente cancerígeno. Mas não, aquilo tudo terá sido para salvaguardar a apresentação e o debate de uma proposta de formação de mais uma comissão que vai polir cadeiras e derreter tempo e dinheiro enquanto milhares de quilolitros de glifosato se infiltram nos terrenos e contaminam as águas subterrâneas, as tais de que nos abastecemos e que depois saem na nossa urina, como aliás revelaram as análises à dita dos 48 eurodeputados. O PCP corre o riso de ser apontado como responsável da perda de uma oportunidade histórica de, rejeitando a proibição do uso do glifosato, não ter contribuído para a melhoria da saúde dos portugueses. Entretanto, a Direita goza e aplaude a desunião das Esquerdas e a Monsanto e adjacentes esfregam as mãos ao som de dinheiro a tilintar. Dinheiro que será tão útil para alimentar lóbis que, pressionando eurodeputados, conseguem a perpetuação de situações nada salutares.
  • O consórcio Repsol/Partex vai avançar em outubro com a exploração de gás natural no Algarve, segundo o presidente executivo da Partex, António Costa Silva. O poço será entre 40 e 50 Km da costa de Faro. DV. A Algarve Surf & Marine Activities Association (ASMAA) tem liderado os protestos contra a exploração de gás e petróleo no Algarve.
  • A nova Estação de Biodiversidade da Ribeira de Quarteira, localizada em Paderne, Albufeira, vai ser inaugurada na próxima segunda-feira, anunciou a autarquia. A estação estende-se ao longo de um percurso pedestre de dois quilómetros, sinalizado através de um conjunto de painéis com informação detalhada sobre a diversidade biológica do local.  DO.
Share:

0 comments:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue