segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Bico calado – Quando certas notícias são patrocinadas


  • Esta é para os adversários de alegadas e famigeradas teorias da conspiração: os media portugueses começaram há tempos, a cobrir hora a hora, diariamente, as eleições presidenciais norte-americanas. Muito pode o patrocínio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Que o diga a insuspeita TSF. E que dizer de tantas outras notícias: será que também são notícia porque são patrocinadas de modo encoberto?
  • «(…) O descalabro da banca portuguesa é o reflexo do descalabro da economia nacional após quatro anos de austeridade e sequelas profundas sobre o tecido produtivo. Perante este quadro, qualquer cidadão se interroga como foi possível os bancos portugueses terem passado por sucessivos testes de stresse conduzidos pelas autoridades europeias, saindo sempre aprovados; e como foi possível o Banco de Portugal garantir sucessivamente que o nosso sistema financeiro era sólido e seguro. Perante este quadro, qualquer cidadão, que já paga mais de €2500 milhões pelo caso de polícia que foi o BPN, que já encaixou perdas de 2100 milhões com o Banif e que vai pagar provavelmente esses dois valores somados pela resolução do BES e pela venda do Novo Banco, qualquer cidadão, dizia, se interroga sobre quando chegará ao fim este filme de terror. E se ninguém — Juncker, Draghi, Constâncio, Carlos Costa, Passos, Maria Luís — cora de vergonha. (…)» Nicolau Santos in Expresso 27fev2016, Via Estátua de Sal.

Sem comentários: