Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Camarate (37)

“Era também referido que todas estas vendas de armas eram feitas com a conivência da autoridade da época, nomeadamente militares como o General Costa Gomes, o General Rosa Coutinho (venda de armas a Angola) e o próprio Major Otelo Saraiva de Carvalho (venda de armas a Moçambique). Vi várias vezes o nome de Rosa Coutinho nestes documentos, que nas vendas de armas para Angola utilizava como intermediário o general reformado angolano, José Pedro Castro, bastante ligado ao MPLA, que hoje dispõe de uma fortuna avaliada em mais de 500 milhoes de USD, e que dividia o seu tempo entre Angola, Portugal e Paris. O seu filho, Bruno Castro, é director adjunto do Banco BIC em Angola. No referido Dossier estavam também referidos outros militares envolvidos neste negócio de armas, nomeadamente o capitão Dinis de Almeida, o coronel Corvacho, o Varela Gomes e o Carlos Fabião.”

Confissão de Fernando Farinha Simões, Março de 2012, in Camarate, Sá Carneiro e as Armas para o Irão, por Frederico Duarte Carvalho, Planeta outubro 2012, pp264-265.
Share:

1 comments:

Ricardo Amaral disse...

O autor do livro "Camarate Como Porquê Quem" diz a páginas tantas que dois oficiais militares foram figuras essenciais na operação de encobrimento ao ocuparem o cargo de directores-adjuntos da PJ.Portanto parece haver militares por todo o lado no caso Camarate.

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue