Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Espinho sem dengue


Espinho pode considerar-se feliz por ainda não ter registado qualquer caso de dengue.
Share:

Europa aprova limites de capturas de peixe


Share:

Mão pesada

Share:

Bico calado

  • As empresas de helicópteros que combateram os incêndios em Portugal este Verão vão ser multadas em 2 ,2 milhões de euros após ter sido confirmado que foram utilizados helicópteros com caraterísticas inferiores ao contratado. 
  • O governo é burro, por Baptista Bastos in DN 23out2013.
  • Sérgio Godinho, tu é que sabes
  • “O problema é a falta de manutenção dessas obras que fazem toda a diferença na paisagem da cidade capital. A paragem de autocarros da Rua Amílcar Cabral, à Mutamba, está em estado precário de conservação. Os bancos foram partidos, os painéis com mensagens de cidadania foram transformados em murais anunciando festas, oferta de serviços e procura de paradeiro de familiares.” Jornal de Angola.
  • Afinal os americanos compraram e testaram caças soviéticos ainda durante a Guerra Fria!
Share:

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Pesca fina em Espinho


Gostei de ver madeira torneada a servir de base para aplicação do deck junto de um bloco de apoio à guarda de aprestes das três companhas de Espinho. Só não percebi por que razão os postes estão torneados para ficarem escondidos debaixo do deck.
Share:

Ilha Pagan - do paraíso para o inferno?

Share:

Reflexão - a dispersão urbana


Os custos ocultos da dispersão urbana, por Andrew Thompson.
Share:

Mão pesada

A North Reading Transportation, uma empresa de autocarros que transporta alunos em Massachusetts, foi multada em 33 mil dólares por deixar os motores dos seus veículos a trabalhar enquanto parados.
Share:

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Sobrevivência melhor do que fraturação hidráulica


São Tomé, algures na zona norte.
Share:

Reflexão – Desastre nuclear de Fukushima

Serão os resíduos radioativos transportados pelas correntes marítimas a partir de Fukushima responsáveis pelos graves sinais de problemas ambientais sentidos ao longo de toda a costa oeste dos EUA? Há quem garanta que sim e aponte 28 sinais.
Share:

Mão pesada

Um agricultor de Wilshire foi condenado a devolver cerca de 210 mil libras feitas mediante negócio ilícito de lixo em terrenos seus.
Share:

Bico calado

A multinacional hispano-Qatar Iberdrola declarou lucros líquidos de 5 mil milhões de euros, tendo lamentado o aumento dos impostos em Espanha.
Share:

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Espinho é rico


Parece que Espinho é, de facto, um município rico. Já havia aqui, neste parque de estacionamento, um passadiço que o ligava à praia. É o que podem ver em primeiro plano na fotografia. Pelos vistos não era suficiente. Tiveram que implantar outro logo ao lado. Só falta agora colocar um sentido proibido num deles.
Share:

Noruega descobriu o sol

Share:

Reflexão - A culpa é do exército ou das alterações climáticas?

O enorme incêndio que ocorreu em Nova Gales do Sul, Austrália, foi provocado pelo Exército durante um exercício. Mas houve gente a tentar culpar as alterações climáticas.
Share:

Bico calado

Share:

domingo, 27 de outubro de 2013

Espinho: rampa mergulha na Ribeira do Mocho


A autarquia local tentou, o verão passado, dignificar a zona do rio Largo, a norte de Espinho. 
A intervenção parece ter sido levada a cabo sem conhecimentos, sem competências, sem plano e sem orientação. 
Só assim se compreende que tenha sido feito um acesso pedonal que conduz ao leito da Ribeira do Mocho. 
Para não falar no desastroso escoamento das águas das chuvas que se verifica em toda a zona intervencionada. 
Mas este “projeto” de Rui Torres-Pinto Moreira apenas dá sinais de estar suspenso. Pode ser que seja retomado no início da época balnear de 2014, procedendo-se, então, às correções necessárias.
Share:

Porto: derrocada em rio subterrâneo

Share:

Reflexão – Que é isso de pinkwashing?

Pinkwashing é um termo usado para descrever empresas que se assumem como lideres da luta contra o cancro da mama enquanto se envolvem em práticas que podem estar a contribuir para o aumento da doença. Acontece com marcas como a L’Oreal, a Estee Lauder e a Procter & Gamble, que colocaram uma fitinha cor-de-rosa “de apoio à pesquisa do cancro da mama” em produtos que, de facto, contêm químicos relacionados com o cancro da mama.
Share:

Bico calado

Passos Coelho quer fazer crer que a secreta norte-americana não espiou PortugalDavid Cameron também ainda não se queixou. Muito estranho só Hollande e Merkel terem sido os alvos eleitos...
Share:

sábado, 26 de outubro de 2013

De bicicleta para o trabalho - prémios atribuídos


Cidade de São Tomé: cena quotidiana junto de um dos mercados
Share:

Reflexão - gestão de espaços públicos na Madeira

“Depois da inqualificável transformação por decreto das ruas que ladeiam as ribeiras do Funchal em estradas regionais, após o embate interno com Miguel Albuquerque, agora retira, por despacho, à Câmara do Funchal a gestão do Jardim de Santa Luzia, após a vitória da coligação MUDANÇA liderada por Paulo Cafôfo. O mesmo governo que abandonou a histórica Quinta Magnólia, que continua a regar com água potável, que não paga à câmara, a Quinta das Cruzes, que é incapaz de travar a degradação do Jardim Botânico, onde mantém em inqualificáveis condições de cativeiro centenas de aves exóticas, que não é capaz de arranjar uma rotunda à entrada do porto, não tem autoridade política e técnica para retirar à Câmara do Funchal a gestão do Jardim de Santa Luzia.”
Raimundo Quintal in O Dono da Bola. O Ondas3 sabe que o PSD regional não gostou nada da prosa.
Share:

Bico calado

  • O presidente da câmara de VN de Gaia tomou uma atitude inteligente na atribuição da pasta do Ambiente.
  • Portas para Passos: “Se a chuva não parar, ficas tu com a arca que eu fico com os submarinos”. In Yronikamente.
  • Os portugueses já podem aceder a cirurgias e tratamentos em hospitais públicos ou privados de outros países da União Europeia, se as unidades de saúde do país ultrapassarem os tempos máximos de espera. Bravo! Primeiro, manda-se fechar hospitais porque não há dinheiro para os manter abertos. Depois, manda-se médicos e enfermeiros para o estrangeiro porque não há vagas nos hospitais para eles poderem trabalhar. Finalmente, manda-se os doentes para fora porque a falta de hospitais, de médicos e de enfermeiros prolonga as esperas para as operações. Que mais nos irá acontecer?
Share:

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Açores investem na manutenção de ribeiras


Cidade de São Tomé
Share:

Reflexão – cheias são fruto da incúria de autoridades locais

Perante as inundações registadas em Lisboa, Figueira da Foz, Vila Verde e Almada,  a Associação de Técnicos de Segurança e Protecção Civil acusou as autoridades de incúria. “Sabendo nós que tivemos um verão excepcionalmente alargado, obviamente se previa o amontoar de resíduos e sobrantes decorrentes do próprio verão, sendo por isso necessário proceder urgentemente à limpeza de valas, ribeiros, ribeiras, caleiras, redes de águas fluviais e outros, de forma a garantir o melhor escoamento das águas da chuva”. Mas nada foi feito, diz Ricardo Ribeiro, que garante que a associação se vê na obrigação de todos os anos, nas primeiras chuvas, enviar um comunicado quase sempre igual.
Share:

Bico calado

  • “Os eleitores vão fazer compras às mercearias do senhor Soares dos Santos, declaram na caixa a sua intenção de trocar o voto por pontos a acumular no ‘Cartão Poupa Mais’. Os pontos são depois trocados por compras a fazer (exclusivamente) no Pingo Doce... e o senhor Soares dos Santos, uma pessoa que, como se pode ver, sabe das coisas... vota por todos nós! Passaríamos a ter governos (finalmente!) assumidamente resultantes de arranjinhos patrocinados pelos donos das cadeias de super-mercados, bancos e agiotas internacionais. É esse o ‘maravilhoso mundo novo´ com que sonham todos os híper-merceeiros e demais capitalistas e oportunistas da casta repelente deste Soares Pingo ‘Duce’ dos Santos.” Samuel in Cantigueiro.
  • Escolas públicas preparam melhor os alunos para terem sucesso no superior.
  • Os BRICS vão avançar com uma nova plataforma de internet livre de espionagem norte-americana de tipo NSA. 
  • O homem das peúgas devia subir a ministro, por ferreira Fernandes in DN.
Share:

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Ondas na serra


O Ondas3 vai repousar algum tempo.
Especialmente depois de tantos dias a catar novidades sobre questões ambientais um pouco por todo o mundo, o que exigiu muita hora a cruzar informação, a confirmar dados, a traduzir e resumir textos longos e, por vezes, complexos.
Especialmente depois de alguns cucos terem vindo ao Ondas3 apanhar estes mesmos textos, já traduzidos e sumariados, para os copicolar nos seus, deles cucos, espaços digitais, sem o mínimo sinal de cordialidade e de boa educação que uma referência ao Ondas3 exigiria.
Esta espécie de cuco, que faz o ninho com e sobre o trabalho alheio, mostra-se geralmente frenética, super-ocupada, insatisfeita e ansiosa, e raramente olha de frente. O seu objetivo é ser omnipresente no universo cibernético, é ter uma opinião sobre tudo, é ter uma sugestão para todos. Em várias línguas, sempre que possível. Por isso, não tem tempo para dar o devido crédito a ideias ou textos alheios. Consta que a sua vida é curta, precisamente porque não descansa, não relaxa, não respira fundo, não se deleita com o trinar de um melro negro a dois metros, não aprecia o restolhar das folhas caídas, não saboreia uma castanha apanhada ao fundo do quintal e empurrada por vinho produzido ali perto, não se espreguiça ao romper do dia, virado para o vale, não viaja embalado pelo crepitar da lenha na lareira. Não vive, tecla e digita. Não o invejo.
Share:

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Ciclovias facilitam trânsito automóvel em NY


Share:

Reflexão


A atriz canadiana Rachelle Lefevre aparece aqui numa campanha que o Ondas3 pensa que pode entusiasmar muita gente a não deixar o motor a trabalhar enquanto está parado.
Share:

Bico calado

90% dos cientistas do governo federal canadiano dizem não se sentir à vontade para falar livremente aos media acerca dos projetos que estão a desenvolver e 86% dizem temer a censura ou a retaliação se houvesse uma decisão governamental que pudesse prejudicar a saúde pública, a segurança ou o ambiente.
Share:

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Irlandeses processam governo britânico por causa de central nuclear


  • Curso de Monitores do Projecto Rios - inscrições até 1 de novembro.
  • Os ambientalistas da An Taisce vão processar o governo britânico de David Cameron pelo facto da Irlanda não ter sido auscultada sobre o projeto de implantação da central nuclear de Hinkley Point C a apenas 150 milhas da costa irlandesa. The Guardian.
  • Paul Morris, um agricultor detido por gestão de lixeira ilegal e despejo de resíduos em reservatório abandonado, fugiu da prisão. The Guardian.
  • O primeiro poste solar do mundo? Pelo estilo deste texto e pelo rigor do seu contéudo, ficamos  esclarecidos acerca da qualidade e dos objetivos deste agragador de notícias. Em Neves, São Tomé, vi este poste solar em zona pobre, sem perfume de propaganda. E não era o único!
Share:

Bico calado

Share:

sábado, 19 de outubro de 2013

Poluição do ar é cancerígena e pode matar


  • Portugal avançou na redução de emissões de gases com efeito de estufa, na eficiência energética e na aposta nas energias renováveis, admitiu um funcionário da Agência Europeia do Ambiente.
  • John Large, um dos principais consultores de engenharia nuclear da Grã-Bretanha, levantou sérias preocupações sobre as implicações de segurança se a nova geração de centrais nucleares for entregue a operadoras chinesas. Diz preferir os técnicos e a tecnologia norte-americana, que é, diz ele, segura e transparente, ao contrário das estatais chinesas. TheGuardian.
  • OFICIAL: a poluição do ar é cancerígena e pode matar, garante a Organização Mundial de Saúde. Demorou!
Share:

Bico calado

Share:

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Ainda há sítios onde o cimento vale mais do que tartarugas


  • Sabia que, no Poloponeso, Grécia, o cimento vale mais do que as tartarugas? Só assim se compreende a insistência da Neos Kotinos em construir 50 vivendas de luxo junto de zona costeira onde milhares de tartarugas nidificam anualmente. E vale tudo, inclusive o assalto e roubo de equipamento e de dados dos ambientalistas empenhados na preservação de uma espécie em risco, denuncia Jean-Baptiste Pouchain.
  • A Comissão Europeia avisou a Bulgária sobre a possibilidade de processar o país se se concretizar a implantação de centrais eólicas em troços de rotas de aves migratórias sem os respetivos estudos de impactos terem sido feitos. Reuters.
  • O parlamento europeu adiou a tomada de medidas para impor limites à produção de biocombustíveis. A indústria agradece, os pobres antevvêem subidas nos preços da comida. Reuters.
  • 11 prémios Nobel da Paz escreveram a Putin pedindo a libertação dos ativistas da Greenpeace detidos durante ação de protesto contra a extração de petróleo no Ártico.
  • Os transgénicos acabam de ser banidos no México, o que implica a suspensão de todas as atividades até agora desenvolvidas pela Monsanto e quejandos naquele país.
Share:

Reflexão - Não havia essa mania verde no meu tempo

Transcrição de texto a circular nas caixas de correio eletrónico:

Na fila do supermercado, o caixa diz a uma senhora idosa:
- A senhora deveria trazer as suas próprias sacolas para as compras, uma vez que os sacos de plástico não são amigos do ambiente.
A senhora pediu desculpas e disse:
- Não havia essa mania verde no meu tempo.
O empregado respondeu:
- Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. A sua geração não se preocupou muito com o ambiente.
- Você tem razão - responde a senhora – a nossa geração não se preocupou com o ambiente como devia. Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reutilização e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as mesma garrafas várias vezes. Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios. Íamos a pé às lojas, ao contrário de agora que usamos os nossos carros sempre que precisamos ir nos deslocarmos dois quarteirões. Mas você está certo.Nós não nos preocupávamos com ambiente. Até então, as fraldas dos bebés eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. Roupas secas: a secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas de agora. O sol e o vento é que secavam as nossas roupas. As crianças usavam as roupas que tinham sido dos seus irmãos mais velhos, e não roupas sempre novas. Naquela época só tínhamos apenas uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha um ecrã do tamanho de um lenço, não um ecrã do tamanho de um estádio, que depois ninguém sabe como vai ser descartado. Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia máquinas eléctricas, que fazem tudo por nós. Quando embalávamos algo um pouco frágil para o correio, usávamos jornal amassado para protegê-lo, e não plástico bolha ou pellets de plástico que demoram 500 anos para se degradarem.
Naqueles tempos não se usava um motor a gasolina para cortar a relva, utilizava-se uma tesoura para relva que exigia músculos. O exercício era extraordinário e a gente não precisva de ir a um ginásio usar máquinas que também funcionam a electricidade. Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o ambiente.
Bebíamos diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas de plástico que agora enchem os oceanos. Canetas: recarregávamos com tinta várias vezes em vez de comprar uma outra. Na verdade, tivemos uma grande mania verde naquela época. Naqueles dias as pessoas apanhavam o carro eléctrico ou o autocarro e os meninos íam nas suas bicicletas ou a pé para a escola, em vez de usar a mãe como um serviço de táxi 24 horas. Tínhamos só uma tomada em cada quarto, e não um quadro de tomadas em cada parede para alimentar uma dúzia de aparelhos. E nós não precisávamos de um GPS para receber sinais de satélites a milhas de distância no espaço, só para encontrar a pizzaria mais próxima.

Share:

Mão pesada

A Shell e a Chevron vão ter de pagar, respetivamente, em 4,5 milhões e 1,1 milhão de dólares ao Crescenta Valley Water District por contaminação de poços e de aquíferos com gasolina. 
Share:

Bico calado

Share:

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Estacionamento 1 – Espaço verde 0

Uma bicicleta muito original, no reino dos Amish.
  • A EMEL anunciou a criação de mais 150 lugares de estacionamento com parquímetro no Bairro de Alvalade, criados na sequência de um contrato de concessão com o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, que atribui à EMEL a responsabilidade de limpar e ordenar os terrenos sobrantes do plano de construção do Bairro de Alvalade. Em vez de uma zona limpa e verde, uma eira cinzenta, de granito ou de alcatrão. Precisamente em tempos de grande depressão e de redução drástica no trânsito automóvel. Precisamente em cima de terrenos públicos. É de racismo ambiental de que se trata, pois retira-se aos moradores das habitações sociais o direito de verem o verde, de ouvirem os pássaros, de saborearem a sombra. E tudo isto porque a vizinhança não arregaçou as mangas para defender o Ambiente.
  • A extração de água subterrânea de El Magillo, no Parque Natura lde Cazorla, para rega acaba de ser proibida devido aos inegáveis impactos ambientais.
  • Bristol poderá tornar-se a capital da energia solar do Reino Unido se se concretizarem os investimentos de 47 milhões de libras para a aplicação de paineis solares nos edifícios daquela cidade inglesa.
Share:

Reflexão – edicícios podem ser centrais fotovoltaicas

Janelas e paredes de vidro em edifícios a funcionarem como uma central fotovoltaica? O conceito já tem uns anitos, mas parece ter merecido um empurrão para os lados de Oxford, Inglaterra.
Share:

Bico calado

Share:

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Lóbi do automóvel 1 - União Europeia 0


Transporte público em São Tomé
Share:

Mão pesada

Ex-diretor da Halliburton admite culpa por destruição de provas do derrame no Golfo e pode ser condenado a uma pena de prisão de um ano e uma multa de 100 mil dólares.
Share:

Bico calado

Eletricidade sobe 2,8% para clientes domésticos a partir de 1 de janeiro de 2014, avisa  a RTP.
Share:

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Parque de Monserrate vence prémio


Share:

Mão pesada

25 lixeiras ilegais foram encerradas semanalmente no Reino Unido, informa o ministério do Ambiente referindo dados do ano passado.
Share:

Bico calado

Share:

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Viajar de combóio entre Setúbal e Entrecampos compensa em tempo e dinheiro


  • Sabia que pode poupar, por ano, mais de mil euros e evitar cerca de 200 horas no tempo de viagem entre Setúbal e Entrecampos, Lisboa, se utilizar o combóio? O estudo é da Agência Municipal de Energia do Seixal, citado pelo Setúbal na Rede.
  • O Bloco de Esquerda apresentou no Parlamento um projeto de resolução que recomenda ao Governo de Passos-Portas que proíba a exploração e extração de gases e óleos de xisto, argumentando que estas atividades têm enormes impactos sociais e ambientais. 
  • O despejo de lamas da central nuclear de Santa María de Garoña numa antiga pedreira foi denunciado pelos Ecologistas en Acción Ayuntamiento do Valle de Tobalina e à Confederación Hidrográfica del Ebro.
  • As petrolíferas russas são responsáveis por 20 milhões de barris derramados por ano. Agora a Gazpron quer perfurar o Ártico, onde é impossível limparar derrames. Por isso 28 atividas da Greenpeace e um fotógrafo foram ao mar de Pechora testemunhar os planos da Gazpron, por isso eles foram detidos. Subscreva a petição pedindo a sua libertação.
  • Um derrame de 20 mil barris de crude num oleoduto a norte de Tioga, no estado do Dakota do Norte, não parece ter contaminado fontes de abastecimento de água na região, dizem as autoridades.
  • A presença do pesticida fipronil em colmeias do Minnesota provocou a morte massiva de abelhas, conclui investigação do Ministério da agricultura, do University of Minnesota Bee Lab e do University’s Bee Squad. 
  • Transgénicos e agrotóxicos – infografia interessante.
Share:

Bico calado

Noite Branca, escultura de Ai Weiwei em Toronto, só tem bicicletas. Muitas!
  • O último relatório do Credit Suisse revela: (1) 15 da população mundial detém 47% da ruiqueza mundial; (2) A Rússia lidera a desigualdade nadistribuyição de riqueza: apenas 110 controlam a riqueza de 35% do país; (3) Os muito ricos nunca deixam de o ser, embora na Europa isso possa ser mais fácil de acontecer do que em África; (4) A Polónia registará até 2018 a maior subida no número de milionários; (5) A Líbia registou um aumento de 60% na riqueza das famílias.
  • O Qatar impediu o acesso de uma equipa de 18 inspetores de trabalho às obras dos estádios do mundial de futebol 2022.
  • Vizinho dá oito dias à Embaixada dos Emirados para demolir obras ilegais, conta o Público de 11out2013.
Share:

sábado, 12 de outubro de 2013

Chapins vão papar processionária

A beleza oculta da polinização, por Louie Schwartzberg
(especialmente a partir do minuto 3)
Share:

Reflexão - alterações climáticas

Conseguirá este video clip ajudar a produzir uma revolução de mentalidades naqueles que negam o papel do homem nas alterações climáticas?

Share:

Mão pesada

A West Fertilizer Co. pode ser multada em 118 mil dólares por responsabilidades na morte de 15 pessoas aquando de uma explosão numa fábrica de fertilizantes em abril passado.
Share:

Bico calado

  • “Tal não é possível, porque uns à custa de outros encheram a sua barriga promovendo uma politica de mediocridade, ignorância e incompetência com um único fim, o de manter o seu poder dentro do partido e com isso garantir a continuidade das suas negociatas e a sua ambição de destruir um partido que ao fim destes 30 anos deveria ser maduro, autónomo e capaz. Tal não é possível porque alguns conhecidos cavalheiros só pensam no seu bem próprio.” José Pedro Pereira (PSD Funchal) ao DN Funchal de 10out2013.
  • “Na verdade, os imigrantes africanos que morrem às portas da Europa são atraídos pelo brilho da riqueza que transborda do velho continente, pelo Estado de direito “exemplar” e pela democracia “avançada” de que nos fala uma deputada portuguesa que sacode para Angola a frustração de uma derrota eleitoral. A democracia da deputada respeita os mais elementares direitos humanos dos europeus, mas recusa-se a receber os sacrificados do mundo. “ José Ribeiro in A Europa da vergonha, Jornal de Angola 6out2013.
  • Também nos EUA, A conspiração contra as pensões, por David Sirota. Pontos a reter: (1) Os conservadores andam a fabricar a percepção de uma crise da previdência pública com o objetivo de reduzir os benefícios sociais dos pequenos contribuintes para melhor conseguirem preservar os subsídios e as isenções fiscais às grandes corporações; (2) O dinheiro que os estados e as cidades desviam para os subsídios às empresas é maior do que o atual déficit de pensões. Porém, os conservadores culpam o déficit das pensões e não os subsídios às empresas como causa para os cortes no orçamento, defendendo como solução o corte das pensões em vez de acabarem com os subsídios e as isenções fiscais às empresas; (3) o cérebro e motor desta conspiração contra as pensões é a famigerada Enron, liderada pelo bilionário John Arnold; (4) o objetivo final desta conspiração é privatizar a segurança social. 
Share:

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Municípios contra proposta de nova lei dos solos


Share:

Reflexão-Ação

A Bayer acabou de processor a Comissão Europeia para tentar suspender a proibição do uso de pesticidas que estão a matar milhões de abelhas no mundo. A Bayer e a Syngenta alegam que a proibição é injustificada e desproporcinada, apesar das provas concludentes do efeito nocivo dos seus pesticidas sobre as abelhas. Se gosta de abelhas e de mel, subscreva esta petição pedindo àquelas empresas pararetirar o processo. 
Vagamente relacionado: 
(1) Já em maio passado a Syngenta ameaçara processar os técnicos da União Europeia envolvidos na publicação de um estudo que recomendava a proibição, durante dois anos, do uso de pesticidas neonicotinoides responsáveis pelo extermínio das abelhas. 
Share:

Bico calado

  • “Durante a campanha eleitoral o presidente do PSD, Dr. Alberto João, pediu ao povo para que não votassem em bandidos e a população fez-lhe a vontade.” Duarte Caldeira Ferreira in  DN Funchal de 8out2013.
  • Roubar, mas com justiça, in O país do Burro.
  • “O que se poupa atacando as pensões de sobrevivência? Uns trocos inúteis (100 milhões de euros, só os juros do primeiro resgate são 38 mil milhões...) perante a imensidão de uma dívida que chega aos 130 por cento do PIB e que, por alturas do início da intervenção da troika, precisamente para pagar essa dívida, estava à beira dos 90 por cento do PIB. Nesse tempo, dizia o Presidente da República, tal dívida era “insustentável”. Hoje, 40 pontos percentuais acima desse nível, tornou-se “sustentável”, segundo o Presidente da República, que por sinal é o mesmo – Aníbal Cavaco Silva.” José Goulão in  Um caso grave de tortura em Portugal, Jornal de Angola de 8out2013.
Share:

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O sobreiro já não é importante: é apenas mais ou menos.

  • A câmara de Sta Maria da Feira poderá reduzir em 50% a sua iluminação pública para cumprir as condições de empréstimo contraído recentemente, conta o Correio da Feira, de 7abr2013.   Em Espinho, os decisores autarcas têm-se borrifado para a poupança de energia e para a poupança de dinheiro, muito embora a dívida do município não pareça abrandar e o executivo camarário não pare de pedir autorizações à Assembleia para contrair empréstimos para poder pagar dívidas com enormes atrasos. Já em maio de 2006 a assembleia municipal de Espinho mostrou o que queria: rejeitou uma proposta no sentido de a Câmara reduzir a fatura da iluminação pública. Na ocasião, o número dois do executivo camarário, Rolando de Sousa, disse: “A renda que a EDP paga à Câmara chega para a câmara lhe pagar o consumo da iluminação pública. A Assembleia pode muito bem apresentar e votar unanimemente esta e outras recomendações do género que a Câmara não as vais seguir porque já está a fazer o que se recomenda.” (sic) Foi assim que, PS, CDU, PSD e CDS, votaram em bloco uma proposta que, se concretizada, teria permitido ao município de Espinho a poupança de muita energia e de muito dinheiro.                          Sete anos passaram-se e continua tudo na mesma: de manhã, a iluminação pública apaga-se quando o sol já vai bem alto e, ao fim da tarde, acende-se bastante tempo antes de o sol se por. Se dissermos que toda a rua dois e a alameda Maia-Brenha, na extensão de cerca de um quilómetro, tem várias iluminárias e holofotes dirigidos para a praia, e que a faturação da água e dos resíduos é controlada pela EDP para se pagar uma dívida que parece eternizar-se, então o cenário de insensibilidade, de incompetência, de loucura torna-se muito mais nítido.
  • A legislação de protecção do sobreiro, árvore de interesse nacional desde 2011, está prestes a ser alterada, devendo a nova legislação permitir aos produtores abater, sem autorização do Estado, árvores que não estejam integradas em povoamentos de sobreiros, bastando comunicar ao ICNF essa intenção. Sol.
  • O presidente da Junta de Freguesia de Almalaguês, Coimbra, responsabiliza a Ascendi/Mota-Engil, o consórcio responsável pela construção da auto-estrada A13, por inundações sucessivas que transtornam a circulação de pessoas e viaturas e causam prejuízos nas culturas agrícolas de Abelheira, Braços e Portela do Casal Novo. Público.
Share:

Reflexão – taxar o sol?


Os espanhóis que, a nível individual, investiram em produção de energia solar, vão ver o sistema de taxas alterado, fazendo com que as amortizações desses investimentos previstas para 8 anos se prolonguem por 25. Muitos endividaram-se para este investimento e agora correm o risco de verem a sua casa ou o seu terreno hipotecado por impossibilidade de cumprirem os compromissos assumidos. O argumento do governo de Mariano Rajoy é que a alteração das taxas servirá para ajudar a manter a rede geral. Aparentemente, a Letónia, a Itália, a República Checa e a Grécia preparam-se para fazer o mesmo. 
Mas há quem tente dar a volta aos homens dos impostos. O truque está em não ceder à rede geral toda a energia produzida pelos paineis solares e reter cerca de metade para consumo próprio, o que representa algum investimento em baterias e acumuladores. Outra maneira de desafiar o sistema é pura e simplesmente instalar paineis solares, produzir energia para consumo próprio e não a declarar. Mas esta opção corre o risco de multas até 30 milhões de euros, a menos que haja desobediência civil geral. BBC.
Share:

Bico calado

"O que diriam se falássemos de Portugal como o 'regime  de Cavaco Silva', o 'regime de Passos Coelho', o 'regime de Paulo Portas'.  Alguém gostaria? Tudo na vida tem limites, até a falta de educação e de  vergonha".  Editorial do Jornal de Angola de 9out2013, citado pela SIC.

Share:

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Eucalipto avança sobre áreas ardidas em 2004 na serra do Caldeirão


A eucaliptização avança na serra do Caldeirão, no Algarve. Os produtores aproveitam o vazio deixado por um dos grandes incêndios de 2004 para substituir o sobreiro por aquela espécie. O Governo  de Passos-Portas minimiza o problema sustentando que o eucalipto ocupa uma área residual face à que foi consumida pelas chamas. Público 8out2013.
Share:

Reflexão-Ação - greenwashing nos transgénicos

Dois cientistas das fabricantes de transgénicos Monsanto e Syngenta estão nomeados para receberem o equivalente ao prémio Nobel da Agricultura. Como não uso photoshop nas minhas fotografias, também não quero coisa semelhante na comida que como. Por isso, já subscrevi esta petição pedindo que este disparate não se realize. Porque os transgénicos podem, de facto, ser venenosos. E depois este prémio tresanda a frete, uma vez que o patrocínio é da própria Monsanto. Mais: Blair, um dos 3 Bs da invasão do Iraque (Bush, Blair, Barroso, Aznar – lembram-se?) também apadrinha este prémio. Mother Jones.
Share:

Mão pesada

A Personnel Hygiene Services foi multada em 150 mil libras na sequência de explosão que feriu 3 técnicos no seu depósito de resíduos em Lancashire.
Share:

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Bibalves da ria estão bons?


Pescadores remendando redes em Água Grande, São Tomé.
  • Os pescadores da Torreira, Ovar, põem em causa os resultados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que interditou a apanha de bivalves. O Instituto diz que há presença de toxinas mas os pescadores apresentam resultados diferentes e, em protesto, saíram para a ria em desfile. RTP.
  • Programa Escolar do Centro Ambiental do Priolo 2013/2014.
  • Os CDs de áudio e video poderão ser usados na reciclagem de água suja, garantem investigadores da National Taiwan University.
Share:

Reflexão: reciclagem

The Landfill Harmonic Orchestra,  uma orquestra com instrumentos fabricados através da reciclagem de resíduos.
Share:

Mão pesada

Um grupo que luta pela divulgação sobre os milhões que estão sendo investidos na campanha para derrotar a iniciativa de rotulagem de transgénicos por parte de Washington perdeu o processo jurídico, tendo, por isso, de pagar 10 mil dólares. Common Dreams.
Share:

Bico calado

O que os Estados Unidos pensavam de Rui Machete, in O Informador.
Share:

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Banco Mundial subsidia privados no setor das águas


São Tomé: lavando roupa no Rio Grande, em Caué.
  • O tribunal europeu rejeitou o recurso dos caçadores de focas e comerciantes de peles Inuit contra uma proibição da UE sobre os produtos derivados daqueles animais. A proibição europeia, aprovada em 2009 sob pressão de grupos de defesados animais, excluía os produtos da caça dos Inuit considerando-os meios para a sua sobrevivência. Mesmo assim eles não acreditam. Terra.
  • O Banco Mundial está a subsidiar empresas privadas para investimentos no setor das águas junto de comunidades pobres, acusa a Corporate Accountability International.
  • A Argentina volta a processar o Uruguai junto do tribunal internacional de Haia alegando que uma fábrica de celulose lhe vai afetar a sua soberania ambiental. Terra.
  • Os transgénicos foram oficialmente banidos pela Big Island no Hawaii.
Share:

Mão pesada

A Thames Water viu o tribunal de Bromley subir as indemnizações que vai ter de pagar às vítimas de uma inundação de esgotos em Wimborne Way e St James Avenue, no sul de Londres, em 2003. 
Share:

Bico calado

Share:

domingo, 6 de outubro de 2013

Peixes com dois tipos de corrente elétrica


Pescadores entre o ilhéu das Rolas e São Tomé
  • A extração de petróleo no parque nacional de Virunga, na república Democrática do Congo, coloca em risco a sobrevivência do gorila das montanhas, alerta a WWF.
  • Duas espécies de peixes elétricos do Amazonas partilham uma diferença: uma usa a corrente contínua e a outra a corrente alterna. NG.
  • Vespas gigantes atacaram e mataram 28 pessoas e feriram centenas em aldeias e pequenas cidades no sul de Shaanxi, China.
  • Pesca de arrasto sustentável? Assim o quer fazer crer esta nova tecnologia desenvolvida pela indústria pesqueira da Nova Zelândia. 
Share:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue