Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

  • Ambiente Ondas3

    Notícias sobre Ambiente. Sem patrocínios privados ou estatais. Desde janeiro de 2004.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Islândia continua a abater baleias


Foto: Steven Kovacs, Florida
  • A Islândia vai capturar 180 baleias este verão. A primeira, um macho, foi a primeira. Uma petição condenando esta atitude e apelando a suspensão desta prática pode ser subscrita aqui.
  • Vinte e dois ativistas foram detidos quando protestavam em Chicago contra o projeto de oleoduto Keystone XL. Os ativistas eram voluntários das campanhas eleitorais de Obama. EcoWatch.
  • A Google é uma das que apoia uma das piores organizações que nega as alterações climáticas, a CEI, revela o Wasginhton Post.
Share:

Reflexão – qual a relação entre os trilhos químicos e a Monsanto?

Três razões para nos manifestarmos contra os trilhos químicos (rastros químicos ou chemtrails) em 25 de agosto, um domingo: 

(1) Um componente tóxico dos trilhos químicos é o alumínio, que, ao cair sobre a terra, altera o PH do solo, matando plantas e sementes durante o processo. Se ainda não reparou que as colheitas têm vindo a diminuir nos últimos anos e na decadência das árvores, a Monsanto fê-lo e antecipou-se: patenteou uma semente resistente ao alumínio; 
(2) Autismo, Alzheimer e asma, entre outras, são doenças que têm aumentado imenso desde o advento dos trilhos químicos; 
(3) os trilhos químicos terão despoletado “climate feedback loops” que afetam as atuais correntes oceânicas entre o Atlântico e o Ártico. Elizabeth Cook in Activist Post.
Share:

Bico calado

  • Intervenção de Deputada brasileira  ou quando a consciência e a coragem falam mais alto.
  • A secreta britânica GCHQ espia as comunicações mundiais e partilha as informações com a secreta norte-americana NSA, revela o Guardian.
Share:

Contos proibidos (38)

“Mas na cena política nacional, onde realmente se ganhavam e perdiam as batalhas eleitorais, ao fim de apenas quatro meses, Lopes Cardoso, então ministro da Agricultura, demitia-se. Seria substituído por António Barreto. De uma política para a agricultura contestada pela direita do partido e pela maioria do país, passar-se-ia para uma política de agricultura contestada pela esquerda do partido e pela maioria dos trabalhadores agrícolas. Em Dezembro, Aires Rodrigues votaria contra o OGE e, pouco depois, à semelhança de Lopes Cardoso, abandonaria o partido. Não sem antes lhe ter sido movido um «processo interno», conduzido em termos «macartianos» por António Reis do Secretariado Nacional.

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p136
Share:

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Milhão e meio põe Bruxelas em sentido


  • O governo regional da Madeira vai avançar com uma campanha de combate ao mosquito da dengue. O apelo inclui outdoors apelando à eliminação dos possíveis criadores de mosquitos. É que 11 mil madeirenses podem já ter sido infetados pelo virus da dengue. Entretando, mosquitos da dengue geneticamente modificados estão a ser libertados de duas a três vezes por semana na cidade de Jacobina, na Bahia para combater a epidemia. Os mosquitos transgénicos foram desenvolvidos pela empresa britânica Oxitec. Em 2012, eles foram liberados, de forma controlada, em Juzeiro, também na Bahia. Os insetos foram criados num laboratório da organização social Moscamed. Globo.
  • A diretiva e os planos para legislar sobre a liberalização do abastecimento de água vão ser alterados, disse o comissário para o Mercado Interno, Michel Barnier, na sequência da apresentação de um milhão e meio de assinaturas de cidadãos de sete países europeus. Reuters/RTP.
Share:

Reflexão – Queixar-da qualidade da água será um ato terrorista?

Queixar-da qualidade da água poderá ser considerado um ato de terrorismo, disse um funcionário do departamento do Ambiente e Conservação do estado do Tennessee.  AlterNet. Audio.
Share:

Bico calado

Eles comem tudo, até documentos!
Share:

Contos proibidos (37)

“Quem iria representar o PS a Madrid seriam então Salgado Zenha e eu tendo, à última hora, Mário Soares decidido enviar a sua mulher em sua representação. Teve então o ensejo de ouvir a monumental assobiadela dos congressistas do PSOE, que considerariam a ausência do primeiro-ministro português como uma falta de solidariedade.

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p134
Share:

sábado, 22 de junho de 2013

Quem tem medo da consulta pública?

Foto: Marcello DiFrancesco, Italy

Há uma enorme dificuldade em participar na consulta pública de alguns projetos sujeitos a avaliação de impacte ambiental, denuncia a Quercus
Tudo porque, das seis entidades que conduzem o processo administrativo (a Agência Portuguesa de Ambiente e as cinco Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, apenas três disponibilizam toda a documentação necessária à participação responsável por parte dos cidadãos. As que se limitam a disponibilizar o Resumo Não Técnico são as CCDR do Norte e do Algarve, e a APA, sendo que este último caso é particularmente grave pois esta entidade é também a Autoridade Nacional de Avaliação de Impacte Ambiental. A Quercus queixa-se de que há casos em que há necessidade de solicitar o pedido por escrito e outros em que há lugar à cobrança de 30 euros por um CD com informação que é pública e, mais ainda, produzida por terceiros. Chegam inclusivamente a existir casos em que é sugerido um pagamento pelas fotocópias dos documentos solicitados. 
Share:

Reflexão – redução da iluminação pública é diretamente proporcional à redução da segurança?

População de Paços de Ferreira impede EDP de desligar parte de iluminação pública, medida aprovada pelo executivo camarário para poupar energia. Presidente de Junta em Paços de Ferreira lidera a revolta alegando quebra de segurança.
Share:

Bico calado

Share:

Contos proibidos (36)

“Como a história aliás se encarregaria de demonstrar, o primeiro-ministro (Mário Soares) permanecia em 1976 perfeitamente insensível às questões africanas preferindo adoptar os pontos de vista da CIA sobre Angola a tentar convencer os EUA a alterar a sua posição em relação ao MPLA. Assim, apostaria demasiado em Jonas Savimbi, nunca estabeleceria uma relação correcta com o MPLA e seguiria sempre as teses da estratégia global norte-americana que estiveram erradas desde o início da descolonização Portuguesa.

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p130
Share:

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Regras de parques eólicos preocupam Bruxelas


  • A duna da praia de Afife, em Viana do Castelo, foi limpa após a demolição de um restaurante ali instalado ilegalmente. O areal está agora disponível para acolher um novo equipamento de praia mais moderno, que incluirá  um bar com esplanada, balneários e sanitários públicos, posto de socorros, armazéns de apoio à praia e parque de estacionamento com capacidade para 200 lugares. Porto Canal. A duna, entretanto, continua prisioneira!
  • Vão ser realizadas inspecções sistemáticas às empresas que fazem a recolha de óleos alimentares usados para reciclagem, garantiu à Rádio Renascença o inspector-geral do Ambiente, Pedro Duro. A revelação foi feita depois da Quercus ter exigido maior fiscalização no setor.
  • A mina de ouro prevista para a aldeia da Boa Fé, na Serra de Monfurado, nos arredores de Évora, vai criar enormes  impactos ambientais, alerta a Árvores de Portugal. Pormenores aqui.
  • A Comissão Europeia ameaçou multar Portugal em 25 mil euros por dia, enquanto o Governo não puser em prática, na legislação nacional, uma diretiva comunitária sobre a eficiência energética dos edifícios. Resta saber se esta ameaça ficará sem efeito, uma vez que o Conselho de Ministros aprovou há dias,  com um atraso de um ano, um decreto-lei sobre o tema. Público.
  • A Comissão Europeia pediu a Portugal que altere as regras para a expansão dos parques eólicos, mostrando-se preocupada com a existência de uma nova lei que, em determinados casos, isenta os projectos de avaliações. Lusa/Público. Mas esta atitude é extraordinária: nunca tinha visto a Comissão Europeia tão preocupada com os impactos ambientais das eólicas e tão zelosa pelo cumprimento de certos procedimentos. Desconfio de que o objetivo de Bruxelas é cortar os apoios até agora disponibilizados às renováveis e canalizá-los para o gás de xisto. Cuidado aí, pessoal da Batalha e arredores.
  • Para defender os lucros ameaçados por um processo judicial contra o seu herbicida atrazine, a suíça Syngenta lançou uma agressiva campanha milionária que envolveu, entre outros truques, a contratação de uma empresa de detetives para espiar a vida pessoal e privada de cientistas e de um juíz. Tudo para descredibilizar o principal crítico da atrazine, o dr Tyrone Hayes, cuja pesquisa sugere que a atrazine efemina rãs machos. EHN.
  • O ministro do Ambiente britânico Owen Paterson apela ao governo, à indústria e aos cientistas para se unirem na sublime missão de converter o público até agora receoso, desconfiado e céptico em relação aos transgénicos. The Independent. A propósito, vale a pena apreciar este cartoon de Steve Bell
  • Um imenso derrame de efluentes tóxicos ocorreu em Zama City, na província de Alberta, Canadá, contaminando uma das zonas húmidas mais importantes do país. Apesar do derrame ter sido tardiamente reportado por um piloto da texana Apache Corp, as autoridades canadianas tentaram esconder o desastre durante 11 dias. Common Dreams.
  • Em Sanya, na Honolula chinesa, um golfinho acabou por morrer numa praia enquanto os turistas o fotografavam à espera de socorristas profissionais. The Leaf Nation.
Share:

Reflexão – as desvantagens de rapar/lavrar uma praia


A câmara da Figueira da Foz decidiu não proceder à habitual intervenção mecânica na antepraia para promover a regeneração natural do ecossistema. Tudo porque o revolver das areias, e a consequente destruição da vegetação autóctone, não só interrompem a estabilização natural do solo arenoso e das dunas, como afetam a preservação de um espaço natural e de biodiversidade, provocando o aparecimento de áreas de terra, seguido pelo afloramento de pedras e rochas.
Share:

Bico calado

  • Oito deputados da JSD queriam saber quanto custavam os sindicatos dos professores. Mário Nogueira, da FenProf respondeu-lhes.
  • “Cavaco Silva promulgou uma lei que contraria a decisão que o Tribunal Constitucional tomou porque Cavaco Silva lho solicitou. Cavaco Silva desautorizou o Tribunal Constitucional promulgando uma lei que desobedece à decisão que o TC tomou na sequência da confirmação de uma dúvida que lhe foi colocada por Cavaco Silva. Cavaco Silva desautorizou o Presidente da República. O Presidente da República é cúmplice do Governo fora-da-lei de Cavaco Silva. Cavaco não é palhaço. Cavaco é Cavaco. Um insulto em si mesmo. Cuidado com a polícia. Não chamem Cavaco ao Cavaco.” Filipe Tourrais in Não chamem Cavaco ao Cavaco - O país do Burro.
Share:

Contos proibidos (35)

“A CIA, por sua vez, em 1976 já dispunha de oitenta e três agentes na Angolan Task Force no terreno, num plano de estreita cooperação com a Africa do Sul «e com os Chineses, que apoiariam a UNITA e a FNLA na sua luta contra os Soviéticos, a quem disputavam o aumento de influência em Africa».”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p129
Share:

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Jovens limpam praia


Quanto tempo demoram os resíduos a decompor-se no mar?
  • A Ribeira dos Milagres sofreu mais uma descarga de efluentes de suinicultura(s).
  • Jovens limparam a praia Formosa, na ilha de Sta Maria. Bem hajam!
  • A Plataforma Salvar o Tua avança para tribunal contra decisão da Unesco que dá luz verde à barragem. RTP.
  • A China acaba de aprovar penas mais duras para os culpados de crimes ambientais. La Informacion.
Share:

Bico calado

  • Operação policial detecta ligações ilegais de água e gás em bairro lisboeta, lê-se no Público. Mas não deteta fuga de capitais para offshores.
  • Papa Francisco – memorias do nosso Easy Rider da Bairrada, por Samuel.
  • Polícia Militar senta-se no chão durante manifestação em São Paulo. Youtube (1:49)
  • Grândola Vila Morena foi cantada no congresso do partido alemão A Esquerda (Die Linke) em 16 de Junho de 2013, em Berlim, Alemanha. Youtube (3:31)
  • Os franceses e o "camaleão" Durão Barroso.
  • O G8 e a Síria - onde está a verdade: aqui ou aqui?
Share:

Contos proibidos (34)

“Deslumbrava-se frequentemente, por insuficiência própria, com qualidades de pessoas que na realidade não conhecia ou que pareciam dominar áreas que ele próprio [Mário Soares] desconhecia. Comprovando aquela deficiência, ao fim de um ano de Governo já tinham sido substituídos vários ministros e o próprio presidente da Assembleia da República e fundador do PS, Vasco da Gama Fernandes, também seria substituído por um outro histórico, Teófilo Carvalho dos Santos. Quando a Secretaria de Estado da Comunicação Social, para comemorar um ano de governo, publicou por ordem do primeiro-ministro um inacreditável livro intitulado Vencer a Crise, Preparar o Futuro, já todo o país exigia uma mudança de Governo, tal era a impopularidade em que caíra. É um livro revelador das tendências absolutistas de que Zenha falava e tinha mais semelhanças com as publicações dos regimes despóticos que primam pelos elogios ao chefe, do que com as de governos democráticos ocidentais, lembrando as inúmeras fotos do primeiro-ministro a sua avassaladora e imodesta omnipresença. Dos cinquenta mil exemplares distribuídos, pagos pelo erário público, transparecia um governo fútil e esbanjador.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p123
Share:

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Falta óleo alimentar usado para reciclar

Foto: Sofia Mooney.
  • As empresas portuguesas que produzem biodiesel a partir de óleos alimentares usados queixam-se da falta de matéria-prima para reciclar, vendo-se obrigadas a procurá-la noutros mercados. O encaminhamento do óleo usado para destinos não licenciados e mercados paralelos, bem como o elevado escoamento deste resíduo para Espanha, tem levado ao encerramento de muitas empresas licenciadas. Quercus.
  • A poderosa indústria automóvel alemã avisou os países europeus que reduzirá a produção de veículos nesses países a menos que eles apoiem medidas que façam aligeirar as regras de emissões de carbono. Portugal terá sido um dos países chantageados, tudo em nome dos 78 mil milhões de euros que recebu da comunidade europeia, em especial da Alemanha. Reuters.
  • Vinte e duas mil pessoas morreram prematuramente por causa das emissões produzidas pelas maiores centrais térmicas a carvão na União Europeia em 2010, alerta a Greenpeace citando um estudo da Universidade de Stuttgart. Resumo em castelhano.
  • Nas matas da Guiné-Bissau há pessoas a cortar madeira contra a vontade das populações, e o resultado é um autêntico desastre ecológico, alerta Bocar Seidi, da organização ambientalista Adecol. Lusa/Público.
  • O projeto N’hambita, desenvolvido na província moçambicana de Sofala desde 2003, tinha por objetivo a venda de créditos de carbono através da plantação de árvores. Financiado pela Comissão Europeia, o projeto falhou, lamenta a FERN e os Friends of the Earth franceses. A Envirotrade, que coordenou o projeto, vendeu os créditos muito baratos e alegou aumentos das despesas para não fazer investimentos previstos nas contrapartidas. REDD Monitor. Mais pormenores sobre este projeto, em língua portuguesa.
  • Singapura exigiu à Indonésia informações sobre mapas de concessões e nomes de empresas agrícolas responsáveis pelo abate de florestas e queima de árvores para dar lugar a plantações de palma para produção de óleo. Tudo porque sofre a pior poluição em 16 anos, a maior parte da qual proveniente dos fumos das queimadas dos industriais do óleo de palma. Reuters.
Share:

Reflexão - Bono não pode ajudar os africanos roubando-lhes a voz

Bono não pode ajudar os africanos roubando-lhes a voz, isto é, os pobres não são convidados para dizer de sua justiça porque Bono e outros como ele são vistos como seus representantes, escreve George Monbiot no Guardian de 17 de junho.

Pontos a reter: 
(1) A cimeira do G8 parece estar a branquear as suas políticas em África. A Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional está a levar países africanos a fazer acordos com empresas estrangeiras, nomeadamente com a Monsanto, a Cargill, a Dupont, a Syngenta, a Nestlé e a Unilever, com o objetivo de ficarem com as suas terras, patentearem as suas sementes e monopolizarem os seus mercados de alimentos, em troca de promessas de ajuda por parte das nações do G8. 
(2) Esta Nova Aliança é defendida por Bono, e pela campanha ONE, co-fundadada por ele. O problema é que a ONE é subsidiada pela Bill and Melinda Gates Foundation, uma fundação que tem trabalhado com a fabricante de transgénicos Monsanto e com a gigante Cargill. 
(3) Bono é um misto de missionário tradicional e colonialismo comercial, no qual o mundo dos pobres existe como tarefa para ser completada pelo mundo dos ricos. Ele tornou-se a face solidária da tecnocracia mundial, que, sem qualquer tipo de mandato, se assumiu como porta-voz de África e depois usou esse papel para dar uma cobertura humanitária a lideres ocidentais. 
(4) Bono e outros como ele, como a ONE, ocuparam o espaço político que deveria ter sido ocupado pelos africanos de quem eles tanto falam. A ONE garante que trabalha a favor dos pobres, mas o seu conselho de administração é ocupado por milionários, aristocratas e executivos americanos, como Condoleezza Rice, conselheira de Bush que promoveu a guerra do Iraque e instruiu a CIA para aplicar técnicas de tortura, como Larry Summers, o economista chefe do Banco Mundial e secretário do Tesouro dos EUA que ajudou a desregular e a liberalizar Wall Street, ou como Howard Buffett, membro dos conselhos de administração de Coca-Cola, da ConAgra  e da Agro Tech. Embora o objetivo principal da ONE seja África, o seu conselho de administração tem apenas dois membros africanos: um é um barão dos telemóveis e o outro é o minsitro das Finanças da Nigéria, antigo diretor do Banco mundial. 
Share:

Bico calado

  • O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, recebe todos os meses cerca de 1400 euros por subsídio de alojamento apesar de ter um apartamento seu na área de Lisboa onde reside durante toda a semana. A assessoria de imprensa do Ministério da Administração Interna (MAI) afirma que o subsídio é legal, uma vez que o governante tem a sua residência permanente em Braga. Público. Claro que é tudo legal. Os dois principais partidos que nos têm governado nestes cerca de 40 anos, o PS e o PSD, é que, com as suas maiorias, aprovaram a lei que permite esta vergonha.
  • Estado já pagou 1000 milhões de euros aos bancos envolvidos nos swaps, lê-se no Público.
Share:

Contos proibidos (33)

“[Mário Soares] Assegura o controlo pessoal das finanças do partido através do seu cunhado, que tem ordens absolutas de não permitir o acesso a pessoas estranhas ao serviço. O que equivale a dizer que ninguém na direcção do partido tinha acesso àquele pelouro, dirigido, simbolicamente, no Secretariado Nacional, pelo fundador e fiel amigo Joaquim Catanho de Menezes. E, de um modo geral, divide para reinar, promove poderes paralelos entre dirigentes partidários e ministros. Desconfiado como é, entrincheira-se num bunker de intrigas e de contra-informação na sua residência, que transforma num santuário de bajulação dos seus «fiéis». Despromove e demite todos os que se atrevam a dar muito nas vistas ou que acabem por ser imolados naquelas intermináveis sessões de esconjuração, fazendo depois circular razões de incompetência, ambição desmedida ou, até, megalomania para justificar os seus actos! Zenha seria uma das primeiras vítimas desta política. Os avisos «de amigo» da corte de bajuladores de que ele aspirava à chefia do partido e do governo, que Maria Barroso atribuiria à ambição desmedida da Maria Irene, conduziriam à circulação de boatos de que Zenha quereria ele próprio a pasta das Finanças, razão pela qual se teria oposto a Vítor Constâncio.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p123
Share:

terça-feira, 18 de junho de 2013

Greenpeace em ação de defesa das abelhas


Foto: TAIPEI ZOO/EPA
  • Ativistas da Greenpeace foram a vários mercados italianos e, vestidos de abelhas, alertaram as pessoas para a enorme importância das abelhas na nossa comida e na agricultura. 
  • Uma explosão na petroquímica de Williams Olefin, a norte de New Orleans, matou uma pessoa e feriu 73.
Share:

Mão pesada

  • A Thames Water foi multada em 41 mil libras por descargas de esgotos não tratados na sua ETAR de Ashford e que provocaram a morte a milhares de peixes no rio Ash.
  • Uma grande extração irregular de madeira foi embargada pelo Ibama às margens do igarapé Pacaputeira, na região do Marajó, no Pará. Para além da apreensão da madeira e de diversa maquinaria, foi aplicada multa de R$ 285 mil ao responsável da exploração ilegal. EcoDebate.
Share:

Bico calado

  • Que é feito da famosa Detroit? Na falência, na bancarrota…
  • “A estratégia de Nuno Crato, de virar os estudantes contra os professores grevistas, está a falhar. Os estudantes manifestam-se, sim, mas contra a trapalhada do Ministério da Educação, que cria a situação de haver alunos com exames e outros sem os poderem fazer. Em Braga, houve mesmo estudante que invadiram as únicas sete saladas (de 23 previstas) onde decorriam exames. E de todos os relatos que chegam a revolta é contra o Ministério e não contra os professores. É que os professores têm uma vantagem em relação a Nuno Crato: estão na escola e contactam com os seus alunos. E têm outra: não fazem parte de um governo que manda os jovens emigrar.” Daniel Oliveira in A greve, a ansiedade nas escolas e as virgens distraídas, Expresso.
Share:

Contos proibidos (32)

“Particularmente acintosos eram os frequentes elogios a Vítor Constâncio que, vindos de um homem que admitia que «na economia era um zero», feririam o orgulho de Salgado Zenha que tinha sido ele próprio ministro das Finanças. No seu antiquado conceito de que o PS não era um trampolin, achava que não bastava ser-se recém-licenciado e declarar simpatia pelo PS para se ser promovido. Para se chegar a um lugar no governo seria necessário fazer tarimba primeiro e mostrar obra, segundo os métodos de promoção política que então eram apontados a Helmut Schmidt, de quem Zenha era amigo e admirador. Só que, embora impedindo a nomeação de Constâncio para o I Governo, a chamada tarimba seria curta e Constâncio acabaria por ser designado um ano e pouco depois, no II Governo, para substituir Medina Carreira na pasta das Finanças.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p122
Share:

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Apenas 14 deputados responderam a referendo eletrónico sobre privatização da água


Foto: Judy Townsend, Florida
  • O "Movimento Pela Água - Privatização da Água a Referendo" enviou uma mensagem a todos os deputados da república solicitanto opinião a favor ou contra a privatização dos serviços de fornecimento de água. Dos 230 deputados nacionaisapenas responderam 14, pelo que o referendo eletrónico vai ser repetido.
  • 37% de Espanha estão afetados pela desertificação, um processo sinónimo de pobreza e que envolve a deterioração da natureza e dos ecossistemas, para além do empobrecimento económico da região como consequência da grave erosão do solo, lê-se em La Informacion.
  • Lixo à venda nos supermercados alerta para poluição dos oceanos, lê-se em A Bola.
  • A China está a fazer o outsourcing da sua produção de emissões de carbono para as zonas pobres do país. Aliás, não é original: os países ricos do ocidente também o fazem há muito, através da deslocalização da produção de bens baratos na própria China. BBC.
Share:

Bico calado

  • A pátria onde Camões morreu de fome e onde todos enchem a barriga de Camões! (José de Almada Negreiros)
  • “A razão pela qual o povo português parece ser mais ‘paciente’ resulta muito simplesmente de que muitos têm medo de perder ainda mais do que o que já estão a perder. E como o discurso da divisão deixa cada um sozinho na sua fábrica, na sua escola, na sua repartição, o medo ainda é eficaz. Mas o medo é destrutivo da sociedade e da democracia, e dá saída apenas para o desespero, o momento em que as pessoas percebem que já não há mais a perder. E nessa altura o seu desespero não se verá em manifestações da CGTP ou dos ‘indignados’”. – Pacheco Pereira in “Eles” (os funcionários públicos) são uma parte de “nós”.
  • Se não conseguimos parar as empresas de se esconderem nas Ilhas Cayman para fugirem aos impostos, precisamos mesmo de nos tornarmos piratas, escreve Paolo Cirio. Na cimeira do G8 em Belfast, o primeiro ministro britânico David Cameron apelou ao fim da evasão fiscal. Mas vai ficar tudo na mesma, até porque Cameron é responsável pelo que acontece na City e nas Dependências da Coroa, autêntico coração das offshores mundiais e da evasão e fuga fiscal. Se as empresas não pagam impostos, toda a gente perde hospitais, escolas, manutenção de estradas e até pensões. Enquanto estes piratas dos impostos vivem À grande, os adversários das offshores e da evasão fiscal que se manifestam nas ruas são brindados com cargas da poolícia de choque. Os centros financeiros de Londres, New York, Frankfurt e Hong Kong são hoje fábricas tóxicas que exploram jurisdições de offshores como as Cayman, Jersey, Zurich e Singapura com recursos venenosos, embora legais. Quando a impunidade e a injustiça se tornam normais, a transparência torna-se uma palavra vazia. 
Share:

Contos proibidos (31)

“O resultado eleitoral das primeiras eleições legislativas não corresponderia, contudo às expectativas. (...) O PS baixaria três pontos percentuais em relação às eleições para a Assembleia Constituinte e o PPD baixaria dois e meio. Os comunistas também perderiam terreno e como concluiria Freitas do Amaral «o CDS foi o único partido que subiu», de 7,5 % para 16 %! Qualquer analista poderia concluir que uma grande parte da direita, em 1975, utilizara o PS e até o PPD para travar o avanço do PCP.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p112
Share:

domingo, 16 de junho de 2013

Cedros abatidos para abrir vistas a bloco de apartamentos


Foto: Laura Rock
  • Raimundo Quintal denuncia o abate massivo de cedros-de-goa (Cupressus lusitanica) de grande porte, no topo da vertente oeste do ribeiro da Abegoaria, na freguesia do Caniço, concelho de Santa Cruz, região autónoma da Madeira. Tapavam as vistas a um bloco de apartamentos construído recentemente.
  • Várias cidades norte-americanas estão a proibir a aplicação nas estradas de um selante que usa alcatrão de carvão. Tudo porque contém substâncias cancerígenas, alerta o USA Today.
  • A acidificação dos oceanos está a matar as ostras ao impedir a formação das conchas, conclui um estudo levado a cabo por George Waldbusser, da Oregon State University. Terra.
  • Pense bem antes de abater árvores para deixar o sol bater sobre os seus paineis solares, escreve Veronique Bugnion no Energy Collective. É que as árvores podem e devem substituir o ar condicionado no verão, porque saem mais baratas.
Share:

Reflexão

A China prepara a deslocalização de 250 milhões de pessoas de zonas rurais para mega cidades. Trata-se de uma transformação brutal que pode despoletar uma série de impactos sobre as gerações futuras. Texto no New York Times de 16 de junho.
Share:

Mão pesada

Share:

Bico calado

“A democracia perdeu a batalha mas só não perderá a guerra se as maiorias perderem o medo, se revoltarem dentro e fora das instituições e forçarem o capital a voltar a ter medo, como sucedeu há 60 anos.” Boaventura Sousa Santos in Democracia ou capitalismo, Visão.
Share:

Contos proibidos (30)

“Assim, numa das crises de enfant gaté que ocasionalmente o assaltavam, [Mário Soares] não queria que González discursasse no grande comício que teve lugar no Palácio de Cristal, no dia 13, encarregando-me a mim da desagradável tarefa de explicar a González que só um número restrito de oradores estava previsto. Um pequeno número que incluía só os «grandes» líderes. Tanto quanto me pude aperceber então, a ideia era a de excluir Zenha, cuja reputação nacional, popularidade e estatura moral lhe começavam a fazer sombra. E depois, quando já fosse tarde demais, seria eu responsabilizado, por ter sido eu a organizar a conferência... Ao fim de um ano de actividade dentro do PS, e sabendo como as culpas pelo desastre do primeiro Congresso tinham caído em cima do Tito de Morais, estava perfeitamente ambientado na política de «sacudir a água do capote» dos dirigentes socialistas. Por isso recusar-me-ia, informando, pelo contrário, Zenha da «deselegância» que o secretário-geral pretendia cometer. Zenha que melhor que ninguém o conhecia de ginjeira, alteraria a situação. Zenha seria um dos grandes oradores da noite e González discursou mesmo, sendo vibrantemente aplaudido.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p110
Share:

domingo, 9 de junho de 2013

Lagoa limpa orla costeira


Foto: Kyle McBurnie
  • Dominho, 9 junho, 10h, Lagoa-Açores, Porto dos Carneiros: ação de limpeza da orla costeira.
  • 8 a 16 de junho, Ribeira Chã, Centro de Catequese e Cultura, 15h00 às 18h00: Exposição de Patchwork. Ora aqui está uma ideia que alia o útil ao agradável: recicla-se roupa e cria-se autênticas obras de arte.
  • A Escócia não cumpre objetivos de redução de carbono pelo segundo ano consecutivo, refere o Guardian.
  • Milhões de dólares em subsídios agrícolas para equipamentos de irrigação com vista à conservação da água provocaram uma maior utilização da água, e uma ameaça aos aquíferos e rios vulneráveis. NYTimes.
Share:

Contos proibidos (29)

“Os custos desta reunião seriam integralmente cobertos pelo Partido Social-Democrata Sueco, que contribuiu com cerca de meio milhão de coroas, e pelo Partido Socialista Austríaco de Bruno Kreisky,  que contribuiu com 750 mil shillings austríacos. Para o efeito seria informado pelo banco PK da Suécia que o PSD sueco mandara abrir uma conta na Suíça em meu nome, através da qual aquelas verbas seriam movimentadas. Estas e outras verbas começariam contudo a expor o PS a sinais exteriores de riqueza e a dar lugar a todo o tipo de especulações e contra-informação. Grande parte do apoio vinha em notas e cheques em moedas estrangeiras e, apesar dos contactos que o PS detinha na banca, sempre que o tesoureiro, Fernando Barroso, procedia a operações cambiais saíam notícias e circulavam rumores. Para além da contra-informação do PCP e da extrema-esquerda, logo após a visita aos EUA seriam lançadas notícias em órgãos de comunicação social por dissidentes da CIA, como foi o caso de Philip Agee. As notícias inicialmente difundidas pelo New York Times de que o PS estaria a receber avultadas quantias da CIA e do estrangeiro «obrigariam» Mário Soares a veementes desmentidos e a uma conferência de imprensa, a 8 de Fevereiro, não só para desmentir o que era verdade mas, sobretudo, para camuflar esses apoios, anunciando o lançamento pelo PS de uma campanha nacional de angariação de fundos. Diria então que «o nosso partido é um partido de trabalhadores, é um partido de esquerda e, como tal, um partido pobre.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p108
Share:

sábado, 8 de junho de 2013

Portugal defende corte de barbatanas de tubarão nos navios


Share:

Reflexão - quem ganha com o protecionismo aos painéis solares?

Painéis solares: quem ganha com o protecionismo desnecessário? por Jean Pierre Grau.
Share:

Mão pesada

Um operador de resíduos de Gravesend foi condenado a 90 dias de prisão se não cumprir, dentro de 18 meses, 250 horas de trabalho comunitário. Tudo porque violou várias leis sobre gestão de resíduos.
Share:

Bico calado

O ministro das Finanças Vitor Gaspar justificou a quebra na atividade económica com as más condições meteorológicas vividas na primeira metade do ano, lê-se no Dinheiro Vivo. Este cavalheiro doutorou-se pela mesma escola que defende o abate de florestas como meio para reduzir os incêndios.
Share:

Contos proibidos (28)

“O papel da CIA em Portugal, de apoio à democratização do nosso país, tinha para os americanos uma importância muito especial. Ainda a traumática intervenção americana no Vietname estava bem presente no dia a dia da América, quando foi revelado o papel da CIA e do próprio secretário de Estado, Kissinger, contra Salvador Allende, no Chile. O apoio ao PS e à democracia em Portugal ajudariam de alguma maneira a dissipar o pesadelo daquelas aventuras e marcaria o início de uma nova política externa dos Estados Unidos. Começaria com Portugal, em 1975, durante a vigência de um governo republicano profundamente desacreditado, mas seriam os democratas James Cárter e Walter Mondale, a partir de 1977, quem melhor a simbolizaria.

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p104
Share:

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Sensores e câmaras de videovigilância detetam fogos

Gerês
  • Já está a funcionar o sistema de videovigilância do Parque Nacional Peneda Gerês para ajudar na prevenção e combate de incêndios. Foram instaladas 14 câmaras de vigilância, que estão associadas a sensores que distinguem os fumos. Os sinais sonoros e as imagens são recebidos e analisados nos centros distritais de operações de socorro. RTP.
  • A última edição dos prémios SIG, atribuídos anualmente pela ESRI Portugal, distinguiu o SILIAMB – Sistema Integrado de Licenciamento Ambiental, promovido pela Agência Portuguesa do Ambiente, entre os melhores projectos do ano. O SILIAMB integra um sistema de informação geográfica suportado pela tecnologia ArcGIS da Esri e visa garantir a articulação a nível nacional, promovendo a simplificação e a celeridade de todos os procedimentos associados ao licenciamento ambiental, visando a melhoria da interacção com os cidadãos, através da desmaterialização dos processos e da redução da carga burocrática. Actualmente, o sistema inclui toda a componente de recursos hídricos e algumas componentes da área dos resíduos.  Ambiente Online.
  • O projeto Life Natureza para a Conservação e Reintrodução do lince ibérico em Andaluzia foi premiado por Bruxelas. Ecotícias.
  • Os Prémios Átila 2013 para Málaga foram atribuídos ao Ayuntamiento de Nerja e à empresa Salsa Inmobiliaria pelo desordenamento de território conseguido ao longo do rio Chíllar, ao Delegado Provincial del Medio Ambiente de Málaga e ao Alcaide de Málaga, pelas autorizações concedidas à construção de vários mamarrachos, e ao Alcaide deputado de Alhaurín, pelo fomento à especulação imobiliária, pela conivência com empresas extrativas, pelo projeto de construção de uma cidade aeroportuária em zona húmida. Estes prémios são, deste 1992, distribuídos pelos Ecologistas en Acción  a pessoas ou entidades que se evidenciam na destruição do Ambiente.
  • 36 milhões de euros foi quanto as Canárias ganharam com a produção de energia produzida pelos seus parques eólicos. La Informacion.
  • 60% do gelo servido nos restaurantes de comida rápida britânicos têm mais bactérias que a água que corre nas suas casas de banho, revela uma investigação do Mail on Sunday. Nenhuma das asmostras colhidas no McDonald’s, Burger King, KFC, Starbucks, Cafe Rouge e Nando’s apresentavam perigo imediato para a saúde, tranquilizam os investigadores. Youtube (1:09)
  • Minniapolis é a cidade norte-americana que tem o melhor sistema de parques, conclui a Trust for Public Land. São 3 os parâmetros desta avaliação: (1) percentagem da área em relação a toda a cidade, (2) investimentos per capita e equipamentos por 10 mil habitantes; (3) o número de pessoas que vivem num raio de 10 minutos a pé.
  • Insatisfeita com o desastre causado no Golfo do México, a BP prepara-se para investir 1 milar de milhão de dólares na North Slope do Alaska. Grist.
  • Mais de 30 comunidades peruanas, da Región Loreto, na fronteira com o Equador, foram afetadas por derrame de petróleo ocorrido em 31 de maio. O desastre aconteceu na sequência de danos provocados num oleoduto, tendo dezenas de milhares de barris de petróleo contaminado o rio Coca. El Universo.
  • Wu Zhu foi declarado o melhor cidadão jornalista depois de ter desafiado funcionários da proteção ambiental a nadarem nos rios altamente poluídos da China. O prémio foi atribuído pelo China Dialogue, pelo Guardian e pelo Sina.
Share:

Reflexão – Pode uma empresa de minas de carvão apostar no solar?

Elas sabem-no: a maior empresa de minas de carvão do mundo, a Coal India, vai instalar uma central solar de 2MW na sua mina de Sampalbur, Odisha, tendo anunciado idêntica medida nas outras minas a seu cargo. Mas a Coal India não está sozinha. A Neyvili Corp e a Oil India garantiram que vão pelo mesmo caminho. RenewEconomy.
Share:

Bico calado

Grande país! por Samuel.
Share:

Contos proibidos (27)

“Mas se a 17 e 18 de Janeiro Mário Soares tivera ensejo de agradecer na Dinamarca o apoio recebido da família socialista, logo a seguir, a 19 de Janeiro, seguiria comigo para os Estados Unidos, para uma visita de duas semanas. Apesar de a visita ter um carácter privado, uma vez que, em Janeiro de 1976, Mário Soares não era membro do Governo, viagens e estadia seriam pagas pelos Estados Unidos. O convite partira de Frank Carlucci e o programa da visita seria preparado em pormenor pelo conselheiro da embaixada, Richard Melton. Incluía o primeiro de uma série de «doutoramentos» políticos na Universidade de Yale, sob os auspícios do programa Chubb Fellow, visitas às comunidades portuguesas de Massachussets, um encontro com o senador Ted Kennedy, encontros com o New York Times e o Washington Post para conversas «off the record», uma (então) inédita entrevista numa cadeia de televisão traduzida em simultâneo e um encontro no Departamento de Estado com Henry Kissinger, a 26 de Janeiro.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p103
Share:

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Passos Coelho gasta quase o mesmo combustível que 55 gestores?



Foto: Frank Lukasseck/Corbis

  • O governo de Passos-Portas escolhe BIG e Citigroup para assessorar privatização da EGF, a unidade da Águas de Portugal para o tratamento dos resíduos. Lusa/Público.
  • Ao nível dos combustíveis e lubrificantes, Passos Coelho deve gastar quase o mesmo que 55 gestores, lê-se no Notícias ao Minuto.
  • Podem turbinas eólicas perturbar o sono de pessoas e animais? Pode, especialmente se a pessoa tiver uma quinta com cavalos e for cavaleiro tauromático. Com direito a indemnização de 30 mil euros e abate de 4 de 13 turbinas. Lusa/RTP. Espero que as bandarilhas que o cavaleiro continuar a espetar nos touros não perturbe os ares da serra e muito menos as restantes turbinas.
  • O presidente da Câmara de Estarreja, José Eduardo de Matos (PSD), disse hoje que a autarquia continua a substituir as entidades competentes nas reparações dos diques do Baixo Vouga. Lusa/RTP. De louvar, como aliás reconhecem os seus pares.
  • Cerca de 600 alunos das escolas primárias e secundárias do concelho do Seixal participaram na iniciativa Praia Limpa, Praia Saudável.
  • O Parque Nacional da Serra de Guadarrama está quase aprovado, diz La Informacion.
  • Uma plataforma de organizações ambientalistas espanholas apresentou uma denúncia junto da Fiscalía Anticorrupción contra os políticos a soldo de grandes empresas energéticas, exigindo uma investigação sobre tráfico de influências. Tudo porque suspeitam que esses políticos Mariano Rajoy, Aznar, Felipe González, Acebes, Pedro Solbes, Elena Salgado, Ignacio López del Hierro) prejudicam o setor das renováveis em benefício de grandes empresas. La Sexta. Video (0:33)
  • E que tal um autocarro elétrico que recarrega as suas baterias durante 15 segundos, enquanto está parado para carregar edescarregar passageitos? Testa-se em Genève, Suíça. RTS.
  • O Papa Francisco apelou à defesa do ambiente e da vida humana, que diz serem ameaçados por uma cultura do descartável e do desperdício, por causa do consumismo. AE.
  • O derrame de petróleo ocorrido em 26 de maio no rio Kolva está a ser combatido por residentes de Komi, uma comunidade no norte da Rússia, perante a inércia da Rusvietpetro, uma joint venture da VietPetro e da Zarubezhneft, uma empresa estatal.
  • O estado do Connecticut é o primeiro a aprovar uma lei exigindo a referência a ingredientes transgénicos nos rótulos dos produtos alimentares. RT.
  • Bolívia: governo explorará petróleo e gás em áreas protegidas. Mapa interativo.
  • Nus contra a sobre pesca.
Share:

Reflexão – defender as sementes tradicionais

Assine petição Sementes tradicionais, património da humanidade.
Share:

Mão pesada

A Lighting Resources, LLC foi multada em 71.500 dólares por violações no uso de PCBs na sua unidade de reciclagem de Phoenix. Envirolib.
Share:

Bico calado

  • Escritura de Cavaco omite vivenda em construção há nove meses, conta a Visão.
  • Os políticos bimby, escreve o Lobi do Chá.
  • Os três pastorinhos e a greve dos professores, por Santana Castilho.
Share:

Contos proibidos (26)

Edmundo Pedro não era só membro do Secretariado Nacional do PS. Era, na altura em que foi detido, deputado e membro do Conselho de Administração da RTP. Mas, enquanto antifascista, desde os 13 anos de idade que conhecera várias prisões políticas e passara quase uma década no campo do Tarrafal. Depois da sua aberrante detenção, em Janeiro de 1978, ainda passaria mais seis meses na prisão, por não querer contar a verdade sobre as armas. Embora não morresse de amores pelo Presidente Ramalho Eanes receava comprometer o secretário-geral do seu Partido, então primeiro-ministro. Este, por sua vez, com receio de ser comprometido, nunca sentiu necessidade de «obrigar» Edmundo Pedro a revelar toda a verdade que incluía, obviamente, a co-responsabilização dos então Presidente da República e primeiro-ministro no «Processo das Armas», para a resistência à tentativa de tomada de poder pelo PCP e forças da extrema-esquerda. Mas, vinte anos depois, ambos apareceriam a querer protagonizar a liderança daquele processo. Absolvido em Novembro de 1978, Edmundo Pedro seria, ironicamente um dos raros heróis do 25 de Novembro e o primeiro preso político do regime democrático que o 25 de Novembro viabilizara!

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p93
Share:

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Abrantes tem medo de plátanos?

A câmara de Lagoa, Açores, assinala o dia mundial do Ambiente com


  • A Quercus e a EPAL celebram um protocolo para a promoção de ações de monitorização, vigilância e sensibilização ambiental na bacia hidrográfica da albufeira de Castelo de Bode, contribuindo para a protecção da qualidade da água.
  • A câmara de Abrantes vai substituir 32 plátanos por árvores de menor porte no largo do Cruzeiro, no âmbito da sua requalificação até Outubro. O Mirante. Os autarcas que decidiram isto mostram as duas faces da mesma moeda. Por um lado, mostram que são incompetentes, que não sabem lidar com árvores crescidas. Por outro lado, se se comportam assim na política, será legítimo adivinhar que, na vida pessoal e privada, poderão fazer algo semelhante aos seus ascendentes.
  • Os Prémios Atila 2013 foram atribuídos à empresa Uralita, por ter abandonado milhares de toneladas de amianto da sua antiga fábrica de fibrocimento da Carretera de Madrid, e à Confederación Hidrográfica del Duero pela destruição da ribeira urbana do rio Pisuerga entre a Puente de Arturo Eyries e La Flecha. Estes prémios são, deste 1992, distribuídos pelos Ecologistas en Acción a pessoas ou entidades que se evidenciam na destruição do Ambiente.
  • Uma espécie de abelha, de pelo curto, recolhida durante duas semanas no sul da Suécia, vai ser libertada no sudeste de Inglaterra, zona que registou um declínio de 32% em todas as espécies de abelhas. The Independent.
  • 25 anos e 36 milhares de milhão depois, a velha central nuclear de Hanford mantém as suas fugas de material radioativo. KEPTTV.
Share:

Reflexão – O que se passa na Turquia?

  • A luta para proteger os espaços verdes na Turquia começou há décadas, escreve Pinar Aksogan no Guardian. E o que se ouve agora, para além do grito contra o abate de centenas de árvores de um parque para dar lugar a um centro comercial em Istanbul, é a voz de um povo cujos protestos, feitos há anos contra minas de ouro e centrais a carvão, foram ignorados. As sementes da revolta de hoje foram lançadas nos protestos de Bergama, Hopa, Munzur, Gerze e Amasra, contra a construção de uma barragem e de centrais a carvão e que, na altura, não mereceram a atenção dos media nem foram considerados movimentos populares. Durante estes anos, o governo turco apenas favoreceu os investidores, facilitando-lhes a implantação de projetos através da manipulação da legislação, fechando os olhos aos impactos humanos e ambientais.
  • Cenas da brutalidade da polícia turca.
Share:

Mão pesada

Sean Parker, milionário do Facebook, foi multado em 2,5 milhões de dólares por ter mandado executar obras num sítio ecológico sensível, na zona de Big Sur, para servirem de cenário ao seu casamento. Tudo sem as necessárias licenças. Huffington Post.
Share:

Bico calado

Quem recebe pensões vitalícias em Portugal?
Share:

Contos proibidos (25)

“Situação curiosa da personalidade destes dois autoproclamados «líderes da resistência», que reivindicariampara si, cada um à sua maneira, vinte anos depois, os louros da vitória do 25 de Novembro, mas deixariam Edmundo Pedro ser detido e preso durante vários meses sem que ninguém então mostrasse igual coragem para se co-responsabilizar pela resistência de que as armas encontradas na posse de Edmundo Pedro eram um testemunho. Segundo Edmundo Pedro, o general Ramalho Eanes 
ter-lhe-ia mandado entregar, a 25 de Novembro, 150 metralhadoras G3, mas este fala do «Plano Global de Operações» de que terá sido o principal protagonista, sem nunca levantar um dedo em defesa do seu «companheiro de armas» de então. O próprio Mário Soares, que 20 anos depois admitiria ter conspirado com os serviços secretos ingleses e era o responsável máximo do PS, quando Edmundo Pedro foi detido, na altura disse nada saber do assunto.

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, pp92
Share:

terça-feira, 4 de junho de 2013

Redes Wi-Fi podem adoecer árvores?

Foto: Dale Morris/Barcroft Media
  • Fátima Jardim, a ministra do Ambiente de Angola, enalteceu o apoio que as empresas petrolíferas TOTAL E&P Angola, Sonangol, Chevron e a Esso têm prestado ao desenvolvimento sustentável em Angola, encorajando-as a continuarem a ajudar na formação de quadros e educação para que o país se torne cada vez mais moderno e com um ambiente seguro. Que melhor exemplo de greenwashing se poderia arranjar de mão beijada? Aliás, esta notícia vem de braço dado com esta outra. Dá mesmo que pensar: a Galp, uma empresa que persegue o lucro e a partilha de dividendos pelos acionistas, a dizer aos meninos o que devem fazer para influenciar os seus professores e pais a reduzirem o consumo de energia.
  • Redes Wi-Fi podem adoecer árvores, releva estudo Universidade Wagenigen, Holanda. Segundo os pesquisadores, a radiação emitida pela tecnologia está ligada a fatores como problemas no crescimento de árvores, morte de algumas camadas de tecidos e diversas fissuras e sangramentos nas cascas. Apesar do estudo ter levado 5 anos, os investigadores afirmaram que são necessários mais estudos para confirmar os resultados atuais e determinar os efeitos a longo prazo das radiações de redes sem fios em árvores. EcoDesenvolvimento.
Share:

Reflexão

Remunerar os bombeiros em função do número de horas de combate a incêndios estimula a indústria dos incêndios. Paulo Morais in RR.
Share:

Mão pesada

O prefeito e três secretários de Volta Redonda, foram acusados de 4 crimes ambientais: danos a unidade de conservação, poluição prejudicando a população, fauna e flora, armazenamento de produto tóxico em desacordo com as leis e regulamentos e incumprimento da obrigação de relevante interesse ambiental. EcoDebate.
Share:

Bico calado

Share:

Contos proibidos (24)

“Em entrevistas à TVI (Entrevista de Mário Soares à TVI no dia 25.04.1994) e a Miguel Sousa Tavares na SIC (Entrevista a Mário Soares na SIC no dia 26.04.1994), por ocasião da referida efeméride, o Presidente da República, além de se colocar no papel de principal líder da resistência à tentativa comunista de 25 de Novembro, adiantaria que, de facto, «conspirara» com Callaghan e os serviços secretos ingleses, embora negasse qualquer apoio dos norte-americanos. Em matéria de «ingerências» estrangeiras nunca perceberia qual a diferença qualitativa entre elas serem oriundas de serviços secretos ingleses e/ou americanos e qual a razão pela qual Mário Soares sempre foi tão sensível em relação aos seus contactos com a CIA! Mas o general Ramalho Eanes, um pouco esquecido pelos media, viria a contestar o papel de Mário Soares no 25 de Novembro, afirmando poder «garantir que a versão dos mesmos apresentada pelo Dr. Mário Soares contém algumas
inverdades». Chegaria mesmo a acusar o seu sucessor de pretender «adulterar a história», de não ter lido os documentos oficiais sobre o 25 de Novembro e de ter tendência para valorizar os seus contactos internacionais. Mas, segundo refere, «a verdade é que os militares trabalharam essencialmente com "matéria-prima" nacional.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, pp90-91
Share:

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Onde estão os resultados das análises à qualidade da água e da areia?

GMO A Go Go - A verdade acerca dos trnsgénicos explicada numa animação (9:23)
Versão com legendagem em português feita pela Manuela Araújo.
  • A Quercus denuncia que a Agência Portuguesa do Ambiente não publicou nas praias os resultados das análises feitas à qualidade da água ou da areia, ao contrário do que era habitual em anos anteriores. RTP.
  • Milhares de pessoas manifestaram-se em Santiago de Compostela para expressar a sua oposição a mega projetos mineiros em Corcoesto, na Corunha. La Informacion.
  • Milhares de manifestantes participaram num protesto em Tóquio junto da sede da Tokyo Electric Power, a operadora da central nuclear de Fukushima que foi alvo de fusão de 3 núcleaos de reatores após p terramoro e o tsunami de há dois anos. RT.
Share:

Contos proibidos (23)

“Naquele período, a resistência ao PCP representava um verdadeiro sorvedouro de dinheiro, que Mário Soares ia mandando entregar por intermédio dos seus colaboradores. E bem melhor do que a minha memória, os meus registos mostram as seguintes entregas em dinheiro para operações de resistência ao PCP: a 23 de Setembro, 300 contos depositados na conta da Associação António Ségio e, nesse mesmo dia, 1000 contos entregues a Gustavo Soromenho para o jornal A Luta. No dia 27 de Setembro, 1000 contos entregues ao cunhado de Mário Soares, José Manuel Duarte. Depois ao tesoureiro do PS entregaria 1000 contos a 30 de Setembro, 2000 contos a 28 de Outubro e 500 contos a 11 de Novembro. A 20 de Novembro seriam entregues quinhentos mil escudos mais. No rescaldo do 25 de Novembro, certamente para pagar despesas pendentes, seriam entregues, a 1 de Dezembro, 1800 contos à Administração Financeira do PS e, a 4 de Dezembro, mais 500 contos ao tesoureiro Carlos Carvalho.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p90
Share:

domingo, 2 de junho de 2013

Ainda há gente que tem medo de árvores e de parques


Um protesto pacífico contra a destruição do parque Gezi, na praça Taksim, em Istambul, provocou a intervenção brutal da polícia de choque. A resposta popular não se fez esperar: os cidadãos, solidários, desceram às ruas em várias cidades turcas em protesto contra tamanha brutalidade. 
Tradução da legenda da foto: Só quando a última árvore for abatida, o último peixe pescado e o último rio contaminado é que compreenderemos que não poderemos comer dinheiro.

  • O projeto do famigerado oleoduto para transportar combustível das areias betuminosas de Alberta sofreu um duro revés na sequência da sua rejeição, por parte do governo da província canadiana de British Columbia, por não terem sido apresentadas garantias de segurança ambiental em caso de derrame. The Guardian.
  • A Kodak vai criar uma fundação com 49 milhões de dólares. Objetivo: descontaminar o Eastman Business Park da prata das películas despejadas num aterro. Greenwashing inteligente. Dez anos depois, não se fala em multa, até porque a empresa já declarou falência. E uma fundação é, de facto, um poço sem fundo. Entretanto, a empresa anda ainda enredada em processos judiciais por causa das suas responsabilidades na contaminação do rio Genessee. 
Share:

Mão pesada

  • Hugh O’Donnell, de Reading, England, que tinha sido condenado a 4 anos e meio de prisão por crimes relacionados com gestão de resíduos e lavagem de dinheiro, viu a sua pena ser aumentada em três anos por ainda não ter pago o que deve. Let’s Recycle.
  • A universidade de Cambridge foi multada em 35 mil libras por responsabilidades na contaminação de afluentes do rio Great Ouse com lamas. Workplace Law.
  • A Tesoro foi multada em 1,1 milhão de dólares por violações de regras na produção dos combustíveis produzidos em 4 das suas refinarias. Deseret News.
Share:

Bico calado

  • Nós criamos a Al Qaeda, diz a insuspeitíssima Hillary Clinton. Youtube (1:36)
  • Chicago fecha 50 escolas públicas e investe 100 milhões num estádio universitário privado. Youtube (7:34)
Share:

Contos proibidos (22)

“No seguimento da conferência de Estocolmo, aumentaram as delegações que vieram a Portugal exprimir o seu apoio ao PS, sendo os apois financeiros normalmente canalizados através da já referida conta na Holanda. Por vezes, contudo, o dinheiro vinha das maneiras mais improvisadas tendo eu assistido, em casa de Tito de Morais, a uma entrega por parte de uma delegação sueca que acabara de chegar que, de repente, começou a tirar maços de notas dos bolsos de cada um dos membros da delegação.”

Contos proibidos, por Rui Mateus – Publicações D. Quixote lda, 1996, p86
Share:

sábado, 1 de junho de 2013

Mais eucalipto para a fogueira

Um video sobre a cigarra, de Samuel Orr.
  • Sábado, 1 junho, Cabedelo/Afurada, 9h30 – ação de limpeza, a bem dos borrelhos.
  • O governo de Passos-Portas aprovou, em Conselho de Ministros, a liberalização das ações de (re)florestação com eucalipto (e demais espécies florestais a reboque), sem garantir as condições mínimas para que a madeira produzida entre no mercado e não sirva de pasto para os incêndios florestais, denuncia a Associação de Promoção ao Investimento Florestal
  • Várias associações e movimentos ambientalistas anunciaram que vão apresentar uma nova queixa à UNESCO contra os impactos negativos da barragem de Foz Tua no Douro Património da Humanidade. Lusa/RTP.
  • O senado italiano aprovou por unanimidade a aplicação de uma cláusula de salvaguarda em relação aos cultivos transgénicos. Entretanto, o Japão e a Coreia do Sul cancelaram a importação de trigo transgénico, e Taiwan anunciou a aplicação de garantias de que o trigo que importa não é transgénico.
  • Os moradores de Standard Heights estão fartos de sofrer a poluição proveniente da refinaria da Exxon Mobil de Baton Rouge, conta a NPR.
  • Amazônia Confidencial, de JC de Toledo Hungaro é um thriller de ação e aventura, com as facetas desconhecidas de países onde golpes financeiros são disfarçados com o sotaque da realeza, e uma Amazônia na qual ecologia e preservação são os valores que menos importam. Trata-se de uma obra de ficção, mas qualquer semelhança com lugares, factos ou pessoas conhecidas NÃO é mera coincidência. O autor de Selva! Amazônia Confidencial viveu boa parte das histórias presentes nas páginas deste seu primeiro livro; a sua narrativa apenas altera identidades e as desloca no tempo e espaço.
  • A Associação de Supermercados Brasileiros prometeu deixar de vender carne de gado criado na floresta tropical, lê-se na BBC.
Share:

Translate

Pesquisar no Ambiente Ondas3

Património

O passado do Ambiente Ondas3

Ver aqui.

Amig@s do Ambiente Ondas3

Etiquetas

Arquivo do blogue